Eduardo Gudin honra a música brasileira, por Aquiles Rique Reis

Eduardo Gudin honra a música brasileira, por Aquiles Rique Reis

O compositor Eduardo Gudin lançou Eduardo Gudin & Notícias Dum Brasil 4 (Dabliu), seu 16o CD. Figura singular na música brasileira, convém anotar que ele tem outros tantos atributos para além de sua reconhecida capacidade como melodista, principalmente quando compõe sambas em tom menor, ou ainda, canções em que a alma do poeta se deixa abalar por paixões.

Uma dessas capacidades é a competência para criar e manter em continuo progresso o grupo Notícias Dum Brasil, seus competentes escudeiros. Pelo quarteto, que conta hoje com Ilana Volcov, Maurício Sant’Anna, Karine Telles e Cezinha Oliveira, já passaram vozes que ainda não haviam despontado para o público, vozes que logo viriam a fazer sucesso em carreiras solo, como é o caso de Renato Braz, Mônica Salmaso e Fabiana Cozza. A todos Gudin garimpou e a eles se associou.

Outra habilidade que o destaca é a de fazer de cada novo disco não só um produto ricamente realizado musicalmente (desde instrumentistas de primeira, até mixagem e masterização qualificadas), mas também graficamente e profissionalmente desenvolvidos.

Neste novo trabalho, todo o design foi bolado a partir da ideia de notícias de jornal, inspiração vinda do nome do grupo Notícias Dum Brasil, realização de Joana Gudin, filha dele, em parceria com Rodrigo Petratti. Paulo Caruso criou uma ilustração para o encarte que mostra o quarteto e Gudin dentro de um barco, velejando pelo Brasil, feito menestréis.

Nada mais Eduardo Gudin do que o samba em tom menor letrado por Paulo César Pinheiro, “Olhos Sentimentais”, que abre o álbum: a cuíca geme; logo vêm o violão e o coro. A voz de Gudin continua um fiapo, que se engrandece na certeza de cantar algo primoroso. A voz rouca de Paulinho Pinheiro (ele canta na volta da segunda parte do samba) reforça o canto… meu Deus!

“Nem no Samba Eu Vou” é uma parceria de Paulinho da Viola com Gudin. Paulinho toca cavaquinho, Cristóvão Bastos está no piano, enquanto Ilana Volcov, ótima cantora, sola a melodia. Outro bom samba.

“Armistício”, parceria de Gudin com Adoniran Barbosa, é cantado por Gudin, acompanhado pelo cavaquinho e pelo bandolim de Maik Moura. Destaque para o arranjo vocal cantado pelo Notícias Dum Brasil.

“Não Era Assim”, parceria de Gudin e Theo de Barros, bem cantado por Cezinha Oliveira, tem o violão sempre mágico de Theo de Barros, que ainda canta junto com Cezinha, além da ótima participação de Naila Gallotta ao piano.

Ivan Lins canta e toca piano em “Do Jeito Que Você Tem”, sua parceria com Eduardo Gudin. Bela introdução, com vocalises de Ivan. O samba lento começa cantado por Gudin. Logo Ivan reassume o solo. A seguir é a vez de Gudin fazer vocalises sob o solo de Ivan. Que dupla!

A faixa que encerra o CD é “Eu Te Amo” (Gudin e Fátima Guedes). O violino dá doçura à belíssima canção. Final altivo de um trabalho que dignifica a música e o labor de um compositor que honra a música brasileira com seu eterno talento.

Aquiles Rique Reis, músico e vocalista do MPB4

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora