Em homenagem ao chofer de caminhão!

Resgate de Luciano Hortencio

É que eu sou chofer de caminhão.

É que eu sou chofer de caminhão.

Meu carro tá carregado pra subir pro Maranhão

É que eu sou chofer de caminhão.

É que eu sou chofer de caminhão.

 

Meu carro é Ford F-7 reduzido.

Nunca vi mais atrevido pra correr na buraqueira.

De Gravatá e lá pra reta  de Pedreira

Tudo que é carro bonito eu vou deixando na poeira.

É que eu sou chofer de caminhão.

É que eu sou chofer de caminhão.

 

Lá em Pedreira quando meu forzinho apita

Tudo que é moça bonita corre logo pra janela

Todas calçadas de sandália Anabela

Bem lourinha, bem pretinha, morena cor de canela.

É que eu sou chofer de caminhão.

É que eu sou chofer de caminhão.

Aldair Soares (O Pau de Arara) – CHOFER DE CAMINHÃO – João do Vale (João Vales) – João Costa Neto.

Disco  Continental 17.443-A.

Maio-junho de 1957.

Disco constante do Arquivo Nirez.

Coisas que o tempo levou.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora