Grazzi Brasil disponibiliza CD na internet e caminha para o 1º time de cantoras, por Augusto Diniz

Grazzi Brasil disponibiliza CD na internet e caminha para o 1º time de cantoras

por Augusto Diniz

Grazzi Brasil disponibilizou na íntegra, este mês, na plataforma digital, seu segundo CD, o “Pimenta e tempero” – o disco físico foi lançado ano passado. Com isso, a afinada cantora paulista, de voz forte e envolvente, dá um passo importantíssimo para divulgar mais seu trabalho (e de forma gratuita), usando a imprescindível ferramenta da internet, já que esse disco é bem acima da média lançada no mercado fonográfico.

São 11 faixas, com músicas de compositores mais conhecidos no universo do samba paulista – alguns deles havia cedido canções à cantora em seu primeiro CD, “Nas cordas de um cavaquinho” (2012). A produção e arranjos desse registro são do talentoso produtor e músico Leandro Matos, que também tinha feito o primeiro álbum dela.

Grazzi, hoje com 30 anos, mostra nesse trabalho uma intérprete mais madura e de quem caminha para o primeiro time de cantoras. Ela andou percorrendo programas televisivos de calouros (inclusive recentemente) onde a estridência gospel impera – a voz de Grazzi Brasil é maior (e melhor) do que a proposta que esses programas importados pretendem impor ao público.

Não à toa assumirá no Carnaval 2018 o papel de intérprete oficial da escola de samba Vai Vai na avenida, um  acontecimento raro entre mulheres que só quem tem potência na arte de cantar consegue esse posto – ressalta-se que Grazzi já vinha desenvolvendo esse trabalho de cantora de sambas-enredo nas escolas há algum tempo, mas agora vai para avenida do grupo especial na mais tradicional agremiação paulista.

Sobre o CD “Pimenta e tempero”, as canções são de bom gosto. A primeira “Amor infinito”, é um afoxé do Edu Batata, que compõe a boa geração de sambistas de Pirituba, no extremo oeste da capital paulista. As faixas 2 e 3, “Estrela de aries” (Robson Batuta) e “Teu olhar” (Leandro Matos, Robson Batuta), são sambas mais em tom de bossa bem encaixados na voz bela de Grazzi. Leandro Matos participa da terceira faixa.

“Pimenta e tempero”, faixa-título do disco composta por Rogério Ximú e Jorge Sargento, é um samba muito bem trabalhado na letra. Em seguida vem “Pra ninar com você”, na linha também do samba-bossa – a letra é de dupla Magnú Souzá e Maurilio de Oliveira, que formam hoje Os Prettos; Magnú participa da gravação.

“Precinto” é um samba também de primeira linha, de Leandro Matos e Gerson da Banda, compositor da turma de São Mateus. Depois vem “Saia rodada”, outro samba de Leandro Matos e Robson Batuta. Na sequência, o sambalanço “Pediu pra parar” (Mark Mpbrasil).

Na nona faixa, a música “Vovó Maria” (Marquinho Jaca, Deny Alves, Reinaldinho Brasileiro, Wagner Almeida) – Marquinho Jaca gravou essa música lá trás com leve percussão e violão; Grazzi canta acompanhada de um belíssimo piano.

A música seguinte é “Astrolábios” (Leandro Matos, Victor Pessoa). O CD encerra com o ótimo samba “As águas do mar” (Leandro Matos, Thiago Alexandre, Gerson da Banda) em uma interpretação inspirada da cantora.

Podem esperar que Grazzi Brasil ainda vai fazer muito barulho. Ouça esse excelente CD da cantora na internet aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora