GGN

Jazz manouche invade Curitiba antes do Carnaval, por Carlos Motta

Jazz manouche invade Curitiba antes do Carnaval, por Carlos Motta

Gênero musical criado na década de 30 do século passado pelo guitarrista Django Reinhardt, o jazz manouche (cigano) se espalhou nos anos seguintes pelo mundo. No Brasil só recentemente ele veio se fixar e graças, em grande parte, ao festival realizado anualmente em Piracicaba, conseguiu muitos apreciadores, ao mesmo tempo em que cativava vários excelentes músicos. 

 

O festival de Piracicaba foi criado pelo dublê de músico e juiz de direito José Fernando Seifarth de Freitas, que estoicamente vem mantendo-o e ampliando-o. 

 

Piracicaba é hoje considerada a capital brasileira do jazz cigano, mas pode, a partir deste ano ver o seu título ameaçado por outra cidade, Curitiba, a capital paranaense, que vai realizar, de 13 a 16 de fevereiro, seu 1º Festival de Jazz Manouche.

 

Na organização do evento está o acordeonista Marcelo Cigano, um dos mais ativos músicos do manouche brasileiro, que informa que a ideia para a realização do festival foi do próprio José Fernando.

 

A fórmula do festival curitibano segue, em linhas gerais, a de Piracicaba, com apresentações em diversos locais e ingressos a preços populares. O elenco de músicos é, igualmente, numeroso e de alta qualidade – uma garantia de que o público terá uma excelente amostra do que é o jazz manouche.

Programação 

 

O festival começa na quinta-feira, 13 de fevereiro, às 15h20, no Vale da Música, localizado na Ópera de Arame, com show da dupla (foto) Mauro Albert, um dos principais guitarristas manouche do país, e Marcelo Cigano. Às 21 horas os dois voltam a se apresentar, em companhia de Israel Fogaça, Winicius Luiz e convidados no Dizzy Café Concerto (Rua Treze de Maio, 894). 

 

Na sequência, é a seguinte a programação do festival:

 

Dia 14/2 

14h20

Bina Coquet
Local:Vale da Música
16 horas

Sebastián Abuter
Local:Vale da Música
20 horas

Mauro Albert
Live no Instagram @clubegaragem | Workshop-Pocket Show
Local: Garagem Instrumentos Musicais
Rua Desembargador Westphalen, 604 – Centro

Dia 15/2

10 horas
Israel Fogaça
Local:Vale da Música
12h10

Sebastián Abuter
Local:Vale da Música

13h00

Mauro Albert, Israel Fogaça e Marcelo Cigano
Local: Full Jazz Bar
R. Silveira Peixoto, 1.297 – Batel

14h20

Bina Coquet
Local:Vale da Música
16 horas

Hot Club de Piracicaba
Local:Vale da Música

20 horas

Concerto Oficial
Bina Coquet e Sebastián Abuter
Israel Fogaça Quinteto
Murillo da Rós Trio
Giu Nogueira
Mauro Albert e Marcelo Cigano
Nando Vicêncio
Danilo Vianna
Winicius Luiz

23:30

Quinteto Jazz Cigano e Hot Club de Piracicaba
Local: Purple Reis
R. Trajano Reis, 277 – São Francisco

Dia 16/2

12h00
Django Jam
Local: Full Jazz Bar
R. Silveira Peixoto, 1.297 – Batel

14h10
Israel Fogaça
Local:Vale da Música

19h30

Encerramento do festival
Marcelo Cigano Trio
Local: Don Max
Rua Tenente Max Wolf Filho, 37 – Água Verde

O 1º Festival de Jazz Cigano de Curitiba conta com o apoio do Grand Rayon Hotel, Fogazza Cosméticos, Garagem Instrumentos Musicais, AZS Captações, Batel Grill, Spring, Família Farinha, Riffs, Aliança Francesa, A Empreendedora e Human Design.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile