Nei Lopes & Guga Stroeter: O samba na ribalta, por Aquiles Rique Reis

Os dois escolheram um primor de repertório, tocado pela Orquestra Projeto Coisa Fina, sob a batuta, e com arranjos porretas, de Dino Barioni.

O samba na ribalta

por Aquiles Rique Reis

Nei Lopes, Projeto Coisa Fina & Guga Stroeter no Pagode Black-Tie (independente – https://tratore.ffm.to/pagodeblacktie) é o álbum recém-lançado por gente que sabe o que diz e canta. Nei Lopes, além de grande compositor e cantor, é uma fonte inesgotável do saber sobre a saga da negritude brasileira. Por sua vez, Guga Stroeter é instrumentista capacitado e empreendedor antenado, daqueles que fazem da música e do universo musical a sua vida.

Os dois escolheram um primor de repertório, tocado pela Orquestra Projeto Coisa Fina, sob a batuta, e com arranjos porretas, de Dino Barioni. Aqui, por uma questão de justiça, e por considerá-los indispensáveis à realização do álbum, faço questão de nomear cada um dos participantes.

Jussara Salles (produtora executiva), Guga Stroeter (diretor artístico e produtor da Orquestra Projeto Coisa Fina).

Compositores: Marquinhos Satã, Wilson Moreira, Nei Lopes, Wanderley Monteiro, David Correa, Luiz Carlos da Vila, Sombra, Sombrinha, Almir Guineto e Neguinho da Beija-Flor, Nelson Rufino, Toninho Gerais, Zé Luiz, Adilson Bispo, Zé Roberto, Sereno, Noca da Portela, Adilson Bispo, Zé Roberto e Arlindo Cruz.

Nei Lopes (voz).

Orquestra Projeto Coisa Fina: Abdnald Santiago (trombone), Amilcar Rodrigues (trompete), Daniel Nogueira (sax tenor e flauta), Diogo Duarte (trompete), Fábio Leandro (piano), Ivan de Andrade (sax alto, clarinete, flauta e piccolo), Matheus Prado (percussão), Thiago Melo (guitarra), Walmer Carvalho (sax tenor).

Músicos convidados: Alexandre de Oliveira (trompete), Anderson Quevedo (sax barítono e flauta), Didi do Trombone, Dino Barioni (cavaco, bandolim, violão e violão 7 cordas), Doug Boné (trombone), Fábio Martineli (trombone), Denílson Pereira (sax barítono), Gerson da Banda (percussão), Guga Stroeter (vibrafone), Jorge Cirillo (sax alto, soprano e flauta), Jorge Neguinho (percussão), Marcelo Rocha (flugelhorn), Ramon Montagner (bateria), Rogério Botter Maio (baixo acústico), Yvison Pessoa (percussão).

Leia também:  Um CD arrebatador, por Aquiles Rique Reis

Coro: Ângela Barbosa, Hélio Rubi (in memoriam), Jannu Bastos, Jorge Cirillo, Lígia Araújo,  Roberta Oliveira, Robson Capela, Yvison Pessoa e Zé Maria.

Intérpretes: Adryana Ribeiro (cantora – dueto com Nei Lopes na música “Água de Chuva no Mar”, de Wanderley Monteiro); Carla Casarim (cantora – dueto com Nei Lopes na música “Mel na Boca”, de David Correa).

Quem gosta de música popular brasileira tem de ouvir Nei Lopes, Projeto Coisa Fina & Guga Stroeter no Pagode Black-Tie. Um trabalho impecável, feito por amor à música, onde estão sambas que são a essência do pagode de fundo de quintal: uma grande orquestra, intermezzos relevantes, improvisos temperados com excelência e dinâmicas bem trabalhadas. Tudo conspirando para um resultado encantador.

A sabedoria de Nei Lopes, a força musical de Guga Stroeter, a capacidade criadora dos compositores, somadas ao iluminamento dos instrumentistas, dão ao samba a importância histórica de um gênero genuinamente brasileiro.

Aquiles Rique Reis, vocalista do MPB4

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome