O lobby da Lockheed, por Robert Calvert

Esse tópico sobre o lobby das empresas americanas me fez lembrar do grande disco Captain Lockheed and the Starfighters, do poeta/cantor/maluco Robert Calvert.

O disco aborda de modo irônico as consequências do lobby da Lockheed para a venda do F104 “Starfighter” para a Alemanha Ocidental, nos anos 1960. A Força Aérea alemã, munida apenas de aviões da segunda guerra, queria se modernizar e “entrar na corrida supersônica”: a Lockheed ofereceu o atalho. A pedido da Alemanha, fez gambiarras no projeto, para adaptá-lo às exigências alemãs, que queriam um caça que fizesse tudo, inclusive que fosse capaz de lançar bombas atômicas.

O modelo modificado seria chamado de F104G (“G for Germany“)

Quando as encomendas chegaram, os aviões começaram a cair. De uma frota de uns 900 aviões, caíram quase 300. Isso lhe valeu o apelido de “Widowmaker” – fazedor de viúva.

Mais ou menos na mesma época em que saiu o disco foi descoberto que a Lockheed pagou propinas milionárias a diversos dirigentes europeus para que eles preferissem o F104.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome