Porteira velha

Sara Maria Golignac Lima canta PORTEIRA VELHA de Euclides Lemos e Miranda Golignac. Resgate de Luciano Hortencio.

Resgate de Luciano Hortencio

Sara Maria Golignac Lima canta PORTEIRA VELHA de Euclides Lemos e Miranda Golignac.

Porteira velha de fazenda abandonada
Bem na beira da estrada
Que tramela não tem mais
Porteira velha que foi nova tantos anos
E agora só desenganos
Tu lamentas nos teus ais
Bate porteira bate
Bate bate devagar
Bate porteira bate
Que a saudade faz chorar.

Porteira velha onde outrora de mansinho
Eu passava agarradinho à Maria Catolé
Com que saudade hoje lembro do casório
Do povo, do foguetório
No dia de São José
Bate porteira bate
Bate bate devagar
Bate porteira bate
Que a saudade faz chorar.

Porteira velha sem tramela abandonada
Bem na beira da estrada
Bem querer não te esqueceu
Porteira velha que foi nova tantos anos
Como tu meus desenganos
Nem o tempo arrefeceu
Bate porteira bate
Bate bate devagar
Bate porteira bate
Que a saudade faz chorar.

Sara Maria Golignac Lima – acompanhamento do autor – PORTEIRA VELHA – Euclides Lemos – Miranda Golignac.

Gravação extraída do depoimento que o compositor e violonista Euclides Lemos prestou ao Museu Fonográfico do Ceará, através do jornalista pesquisador Miguel Ângelo de Azevedo (Nirez).

Fortaleza, 06 de março de 1974.

Arquivo Nirez.

Coisas que o tempo levou.

luciano hortencio.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome