Raridades de João Gilberto

Da Folha

Engenheiro de som francês “libera” gravações caseiras divulgadas por blogs

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA
DA SUCURSAL DO RIO

Antes de se espalhar pela internet, as gravações caseiras de João Gilberto passaram pelas mãos de um sueco, um francês e alguns brasileiros.

Com a cópia das gravações de João Gilberto feitas na casa do fotógrafo Chico Pereira, em 1958, o sueco Lars Crantz procurou o músico e engenheiro de som francês Christophe Rousseau para remasterizar o material. Rousseau o fez e acabou por também divulgar os registros para o blog Toque Musical (toque-musical.blogspot. com), dedicado a raridades da música brasileira.

Na última segunda-feira, o blog disponibilizou o primeiro link para download do arquivo das gravações, contextualizando os registros.

Dois dias depois, o blog “Vitrola” (vitrola.blogspot. com), do jornalista Ronaldo Evangelista, publicou post sobre o assunto no qual remetia ao Toque Musical. Rapidamente, o link e a história se espalharam por diversos blogs relacionados à cultura, como “Trabalho Sujo” (oesquema.com.br/trabalhosujo).

Ontem pela manhã, o link para download do Toque Musical já não estava mais disponível. No entanto, com uma busca pelos nomes João Gilberto e Chico Pereira na internet era possível encontrar diversos caminhos para o download.

No início da noite, o Toque Musical saiu do ar. A Folha conversou por telefone com o dono do blog, que preferiu não se identificar. Ele demonstrava receio em relação à repercussão da história.
A Folha não conseguiu localizar Cláudia Faissol, atual empresária de João, para saber se tentará fazer algo contra a divulgação das gravações.

Comentário

É um documento histórico que comprova algo que venho sustentando há muitos anos: a enorme influência do samba-choro e do samba sincopado no balanço de João Gilberto.

Aqui vão algumas faixas selecionadas. Vou dar minha caminhada de sábado ouvindo a íntegra dessa maravilha. Depois acrescentarei outras faixas (“Nos braços de Isabel”, é gravação de um dos reis do sincopado e do samba-choro, Joel e Gaúcho).

Quem náo conseguir ouvir por aqui, vá a esse endereço: http://www.divshare.com/playlist/483486-6bc

Comentário 2

Depois da caminhada matinal, e de ter ouvido o disco quase todo. É um retrato extraordinário do universo musical de João Gilberto. Tem o violão à Garoto, a bossa nova de Tom, Caymmi, os sambas-choros, o samba-canção, a seresta. E uma declaração apaixonada a Jacob do Bandolim.

Tenho a impressão de que esse acervo liquida uma discussão besta, que vem do “Balanço da Bossa”e do livro do Rui Castro (que já reviu sua posição), mas foi fundamentalmente alimentado pelos musicólogos da USP e pela influência de Ronaldo Bôscoli: a idéia de que a bossa nova foi uma ruptura, quando foi uma síntese do que de melhor a música brasileira tinha produzido até então.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora