Um rearranjo de Hey Jude, dos Beatles

Um lugar comum entre os compositores pop e de rock: chaves menores são tristes (ou pesadas ou suaves) e chaves maiores são felizes (animadas, extrovertidas, etc). Quer acrescentar complexidade? Rearranje letras nas chaves menores e vive versa. Não é preciso muita teoria para entender o conceito. Mas mesmo para compositores experientes, a razão de tudo isso continua um mistério.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora