Violonista Jorge Caballero se apresenta hoje no Sesc Bom Retiro

Via facebook

JORGE CABALLERO (Peru) – Violão

O Violonista e Compositor Jorge Caballero é o mais jovem músico e único violonista a ganhar Prêmio Internacional de Naumburg (Alemanha), um dos mais prestigiosos e cobiçados prêmios dados à artístas performáticos de qualquer instrumento, comparado como o Prêmio Pulitzer para músicos. É conhecido por sua deslumbrante virtuosidade, intensa musicalidade e performance enfeitiçante. Amplamente reconhecido como um dos mais brilhantes violonistas de sua geração, Allan Kozzinn do The New York Times referiu-se a ele como “violonista jovem e soberbo” e elogiou sua rara combinação de “uma poderosa técnica hábil e suave discurso interpretativo”. Mark Wilson da Guitar Maganize (1997) ressalta “tenho visto o futuro do violão, e seu nome é Caballero”.

Jorge tem se apresentado como solista da Filarmônica de Los Angeles, Orquestra de St. Luke, Sinfônica de Câmara de Nova York, Filarmônica de Naples, Sinfônica Presidencial de Ankara, Turquia entre outras. Como recitalista tem aparecido no New York’s Alice Tully Hall, na Biblioteca do Congresso Nacional de Washington, no Museu de Arte do Metropolitan, no Palácio das Artes de São Francisco, no Da Camera Society de Los Angeles e tantos outros centros internacionais dos Estados Unidos. Recentemente apresentou-se no Santo Tirso Guitar Festival de Portugal, bem como em concertos no Brasil, Paraguai, Bolívia, Peru e México. 

Em 2009, Caballero foi chamado no último instante para substituir John Williamns no 18º Iserlohn Guitar Symposium, um dos mais importantes festivais violonísticos da Europa. Comentários sobre o concerto “desde a primeira nota, [Caballero] revelou pleno domínio do instrumento e da música.” Outro crítico completou “Se eu não tivesse apertado as mãos com ele, eu não teria tido a certeza de ter visto um ser humano… O violão provou ser um instrumento universal, com possibilidades ilimitadas de orquestração e excelente como qualquer outro instrumento.”

Leia também:  Domingueira GGN: Juarez Moreira e o violão de Minas Gerais

Programa

Isaac Albéniz (1860 – 1909) 
Chants d’Espagne, Op. 232
1. Prelude
2. Orientale
3. Sous le Palmier
4. Córdoba
5. Seguidillas

Modest P. Moussorgsky (1839 – 1881)
Quadros de uma exposição
1. Promenade – Gnomus
2. Promenade – Il Vecchio Castello
3. Promenade – Tuileries
4. Bydło
5. Promenade – Ballet of the Unhatched Chickens
6. Samuel Goldenberg und Schmuÿle
7. The Market at Limoges
8. Catacombæ – Cum mortuis in lingua mortua
9. The Hut on Fowl’s legs (Baba-Yaga)
10. The Bogatyr Gates in Kiev

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome