Aluna que expôs professora em vídeo é filiada ao PSL

Tamires de Souza Costa de Paula é a estudante que gravou o vídeo e confrontou a professora, ela é secretária-geral do PSL em Itapeva, São Paulo

Foto: Reprodução/Instagram Tamires de Paula

Jornal GGN – O vídeo que teve grande repercussão no final de semana, gravando uma professora de cursinho que fez críticas ao governo de Jair Bolsonaro e exposto nas redes sociais tanto pela aluna, quanto pelo mandatário, é de autoria de uma filiada do PSL. Tamires de Souza Costa de Paula é a estudante que gravou o vídeo e confrontou a professora, ela é secretária-geral do PSL em Itapeva, São Paulo.

A aluna do partido de Bolsonaro, que diz em sua descrição no Twitter que é “conservadora” e “ativista politicamente incorreta”, chegou a registrar candidatura a deputada estadual pelo partido em 2018. Ela também já divulgou fotos com Bolsonaro.

O presidente reproduziu o vídeo expondo a acadêmica nas redes sociais neste domingo (28), com o comentário: “professor tem que ensinar e não doutrinar”. E o jornalista Luis Nassif respondeu à publicação: “Presidente tem que ensinar que dedo-duro em sala de aula é fascimo”.

Após a repercussão, foi divulgada a informação de que a estudante, na verdade, é secretária-geral do PSL em Itapeva e chegou a se registrar candidata pelo partido de Jair Bolsonaro nas eleições 2018. Em julho, desistiu por “decisão pessoal”.

“Você não percebeu que pegou 25 minutos da aula para expor sua opinião político-partidária?”, questionou Tamires a professora, em determinado momento. “Não foi político-partidária”, respondeu a educadora. “Todas as suas aulas eu vou gravar e expor na internet, tá bom? A senhora não pode entrar aqui e falar o que a senhora quiser”, ainda ameaçou.

Nas redes sociais, a estudante de 24 anos, com ensino fundamental, e filiada ao PSL publica memes e críticas contra a esquerda, exalta bandeiras do bolsonarismo, incluindo porte de armas e o programa Escola Sem Partido, diz apoiar Carlos Bolsonaro e ser contra Mourão.

Leia também:  Moro maior que Bolsonaro?, por Wilson Luiz Müller

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Nao será por videos postados por imbecis que irão impedir o livre pensar dos professores em sala de aula.
    Ora, se a integrante do partido laranja, ou qualquer outra pessoa, não estivere satisfeita com sua escola que mude. Afinal, este pais ja esta merda demais pra ficar aturando “caguete”.
    E o bando ainda tenta convencer alguns segmentos incultos da população que nazismo é de esquerda. A principal fonte de informação do nazismo foi o X9, hoje muito incentivado pelo bando.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome