Crédito concedido sobe 1,5% em maio, segundo BC

Jornal GGN – O saldo total de empréstimos e financiamentos – com recursos livres e direcionados – encerrou o mês de maio com um total de R$ 2,487 trilhões, um avanço de 1,5% no mês e de 16,4% em 12 meses, segundo dados divulgados pelo Banco Central. O montante apurado passa a representar 54,7% do PIB, ante 54,3% em abril e 50,3% em maio de 2012.

Os créditos a pessoas físicas somaram R$ 1,142 trilhão, crescendo 1,6% no mês e 16,4% em doze meses e os valores destinados a pessoas jurídicas somaram R$ 1,345 trilhão, expandindo-se 1,4% e 15,8% nos mesmos períodos.

De acordo com a autoridade monetária, a expansão foi mais acentuada do que no mês anterior, “mostrando desempenho condizente com a evolução gradual da atividade econômica”. A movimentação foi sustentada pelas contratações com recursos direcionados, favorecidas pelo dinamismo dos créditos imobiliário, rural e dos financiamentos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) destinados à infraestrutura. Na visão do BC, “o mercado de crédito segue apresentando condições favoráveis, determinadas por reduções das taxas de juros e dos spreads bancários e contenção da inadimplência”.

As concessões de crédito realizadas com recursos livres e direcionados chegaram a R$ 314 bilhões em maio, com acréscimo de 5,4% em relação ao mês anterior. O resultado foi influenciado pelo incremento de 9,3% nas contratações de pessoas jurídicas, que totalizaram R$ 164 bilhões, puxado pelos aumentos nas modalidades de capital de giro com prazo superior a 365 dias, adiantamentos sobre contratos de câmbio (ACC) e financiamentos para investimento com recursos do BNDES. No segmento de pessoas físicas, as concessões cresceram 1,3% no mês, para R$ 150 bilhões, estimuladas pelo aumento das operações com cartão de crédito.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome