A Blogosfera que se ajoelha e se dobra diante da grande imprensa, que a pauta

Bastou a grande imprensa, mais especificamente as Organizações Globo, o grupo UOL/Folha e outros grandes órgãos de imprensa defenderem expressamente a permanência de Dilma até o fim do mandato, que a chamada Blogosfera, que muitos qualificam como “progressista”, em peso comemorou. Nessas horas, quando a grande imprensa defende os interesses políticos da Blogosfera, elas são uma coisa só. É a concordância hipócrita, a demagogia escancarada. Nessas horas, todas as críticas que se faz a grande imprensa desaparecem em prol do interesse em comum. Viram iguais e a Blogosfera até passa a elogiar o “bom senso” da grande imprensa, o tal “PIG” de quem eles tanto falam.

Há muito tempo que eu percebo que essa mesma Blogosfera é a repetição de todos os vícios da grande imprensa, apenas com o “sinal contrário”, qual seja, a grande imprensa defende os interesses pessoais e empresariais dela e a Blogosfera faz o mesmo, em menor escala, dada a falta de estrutura, de talento e de público. Esqueça a dicotomia esquerda versus direita. Isso não cabe aqui, não é esse o “sinal contrário”. Trata-se apenas do manjado “meus interesses versus os deles”. Se esses interesses coincidirem, como no caso da insensatez do impeachment de Dilma, tudo fica bem e aquilo que se critica na grande imprensa, como num passe de mágica, deixa de ser importante, desaparece completamente. Elas se juntam e comemoram, uníssonas em suas semelhanças.

A Blogosfera, nessas horas, se ajoelha, se dobra diante da grande imprensa, que a pauta, sempre a pautou e continuará a pautar.

Leia também:  Fascismo: revolta e renascimento, por Carlos Russo Jr.

É nessas horas que percebemos com ainda maior clareza o quanto as críticas que a Blogosfera dirige à grande imprensa são facilmente aplicáveis a ela mesma. Esse episódio da defesa do mandato de Dilma é a prova cabal de que, se a grande imprensa defendesse os interesses da Blogosfera, não haveria nenhum problema no oligopólio que existe nos grupos de mídia. O problema não é o oligopólio, mas sim ele não defender, em vários momentos, o que defende a Blogosfera. Todo aquele discurso em defesa de uma maior liberdade de expressão e de pensamento, via uma maior democratização nos meios de comunicação, vira um nada, some do mapa. Tudo passa  a ser uma questão de defender ou não os interesses que a Blogosfera defende.

Essa é precisamente a hipocrisia, a demagogia que precisa ser veementemente criticada, denunciada, exposta. Ela é um engodo, um jogo de cena, que se vale de uma estratégia imoral consistente em mostrar uma falsa indignação, quando o que existe apenas é um conflito de interesses particulares. Não há uma verdadeira defesa da liberdade de expressão e da democratização da mídia, via regulamentação. Há apenas um circunstancial choque de interesses políticos e econômicos, dentre os quais obviamente não se encontra a defesa da liberdade de expressão e de uma maior democratização da mídia. Se todos concordassem, minando a liberdade e a diversidade de opinião que deve existir, não haveria problema nenhum em qualquer oligopólio existente na imprensa e nos meios de comunicação. Em outras palavras, a Blogosfera está ela mesma em busca do seu próprio oligopólio da mídia. Sonha com isso, o mundo ideal.

Leia também:  Fora de Pauta

Sim, a Blogosfera é apenas uma grande imprensa limitada em suas possibilidades e alcance, pois, como eu disse acima, não tem a mesma estrutura, o mesmo material humano, não tem público e, por enquanto, continuará sem ele, já que escreve para uma legião de convertidos e não se insere no mercado em condições de vencer a competição usual e se estabelecer. Não tem o interesse de ser, de fato, independente, e parece realmente não existir para isso. No atual momento, vive como mero contraponto minúsculo e insignificante ao que a grande imprensa defende em relação ao Governo Federal. Falta o talento humano necessário para ser a grande imprensa que tanto almeja ser, aquele que seja capaz de conquistar um público diversificado com a peculiaridade de apenas defender os seus próprios interesses políticos e econômicos, exatamente como faz a grande imprensa.

Não está no projeto da Blogosfera praticar um autêntico jornalismo independente e, mais importante, ela não possui a real disposição política para isso, para romper de fato com o perfil empresarial que marca o jornalismo brasileiro. A Blogosfera vive num ambiente onde o compadrio é notório. Vive da ajuda e da pequena força que os que comungam da sua suposta opinião “independente” a destinam. Não pode, a exemplo dos que aportam valores na grande imprensa a título de anúncios e publicidade em geral, contrariar tais interesses.

Em suma, a Blogosfera repete todos os vícios, em menor escala, encontrados na grande imprensa.

 

 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome