A escolha de Janot entre Chicos e Franciscos

Em 2015, o PGR Rodrigo Janot afirmou que “Pau que bate em Chico bate em Francisco”. Queria dizer, com isso, que não pouparia nem membros da oposição, nem do governo.

O que ninguém percebeu é que Chico era o apelido de Francisco. Em suma, são a mesma pessoa, um petista qualquer.

Janot poderia ter sido mais relevante ao país se tivesse assumido a postura de que pau que bate em Chico, também bate em Gegê, Dudu, Zezinho, Nando, etc.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Governo Bolsonaro institui contrato de trabalho Verde e Amarelo para jovens

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome