A morte de Abilio Manoel

Os bailes de samba-rock não mais terão a mesma alegria de outros tempos: morreu Abílio Manoel, autor de Luiza Manequim.

Morre Abílio Manoel, vencedor do Festival Universitário de MPB da TV Tupi

30/06/2010 – 19h01 (Redação Agoravale)

Imagem(s): capas de Discos

Faleceu na noite de terça-feira, 29/06, o vencedor do Festival Universitário de MPB da TV Tupi em 1969, Abílio Manoel. O cantor do sucesso ‘Pena Verde’ morreu devido a um enfarto, aos 63 anos de idade. Contemporâneo da Jovem Guarda, o cantor e compositor se dedicou mais ao estilo MPB e teve presença destacada nos anos 60 e 70.

Abílio estava em férias na Bahia e tinha programado para hoje, quarta-feira, a volta para São Paulo, onde morava. De acordo com a a filha, o cantor passou mal e foi levado para o hospital, mas não resistiu.

Nascido em Portugal, era então estudante de física na USP quando optou pela música. O cantor e compositor Abílio Manoel venceu vários festivais universitários no Brasil e Chile.Mas se cosnagrou após 199, ao vencer o Festival Universitário da TV Tupi.

Entre os maiores sucessos do cantor estão “Pena Verde”, “Andreia”, “Tudo azul n’América do Sul”, e “Luiza Manequim”. O corpo do cantor vai ser cremado no cemitério da Vila Alpina, em São Paulo. 

Comentário

Conheci Abílio nos velhos Festivais Universitários da Tupi. Chegamos a ter alguma convivência em Poços e, depois que vim para São Paulo, em algumas chopadas da USP – ele na Física, eu na ECA. Através dele conheci a Rosa Maria, cantora de família portuguesa que morava no Belenzinho – e que interpretou uma de suas músicas mais conhecidas, o “Pena Verde”.

Naquele geração de jovens compositores pós-Record – entre os quais dava minhas bicadas como compositor – durante algum tempo foi o mais bem sucedido, ao lado do Eduardo Gudin.

Há uns dois anos lembrei uma história dele com o João Gilberto, e Abilio colocou alguns comentários no Blog.

Aqui, seu site pessoal.

De manuela

Agradeço a todos os pensamentos neste momento, e a eterna admiração pelo trabalho que fica.

Atenciosamente,

Manuela Robalo (filha) 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora