AGU tem “total convicção” de que inquérito contra Bolsonaro será arquivado

Para AGU, cabe ao MPF decidir se, em contrapartida, cabe acusação contra Sergio Moro por calúnia e difamação

O advogado-geral da União, André Mendonça participa do lançamento do Portal do Observatório Nacional.

Jornal GGN – O advogado-geral da União André Mendonça disse ao jornalista Fernando Rodrigues, do Poder 360, que tem “total convicção” de que o inquérito sobre as acusações de Sergio Moro contra Jair Bolsonaro, instaurado pela Procuradoria-Geral da República, será arquivado.

Mendonça defendeu a lisura dos atos de Bolsonaro enquanto presidente. Moro saiu do governo acusando o ex-capitão de fazer trocas em postos estratégicos da Polícia Federal em causa própria.

“Pelo histórico que eu tenho com o presidente da República, em várias situações, ele sempre nos deu total liberdade; por acompanhar há 1 ano e meio a postura republicana dele no trato da coisa pública; por sempre cobrar de todos nós fazer o certo; por sempre cobrar dos órgãos policiais uma repressão e 1 combate efetivo à criminalidade; e por todo contexto que está no entorno da história do presidente da República, tenho total convicção que esse inquérito será arquivado.”

Questionado se é o caso de Moro responder por calúnia e difamação, Mendonça rebateu: “Também penso que essa questão deve ser decidida, no primeiro momento, pelo próprio Ministério Público Federal, na pessoa do seu procurador-geral, dr. [Augusto] Aras.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora