Alckmin defende PSDB na oposição e parlamentarismo para evitar impeachment

O tucano ainda afirmou que o Congresso brasileiro é o verdadeiro responsável por articular a vitórias das reformas aprovadas até agora

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O ex-governador Geraldo Alckmin defendeu, durante um evento acompanhado pelo Estadão, que o PSDB deveria se posicionar claramente na oposição a Jair Bolsonaro, rechaçando sua agenda ideológica. Porém, em nome da “maturidade política”, deve apoiar as reformas econômicas e medidas fiscais propostas por Paulo Guedes.

O tucano ainda afirmou que o Congresso brasileiro é o verdadeiro responsável por articular a vitórias das reformas aprovadas até agora. E defendeu também que o parlamentarismo seria um sistema melhor para o Brasil, pois evitaria a “ditadura” do presidencialismo que, quando cansa, acaba alimentando o desejo de “impeachment” em alguns setores.

O ex-governador não quis comentar a estratégia do PSDB para a eleição em São Paulo no ano que vem. Disse que Bruno Covas, diagnosticado com câncer metastático em outubro passado, é o candidato à reeleição. Sobre disputar a presidência da República em 2022, Alckmin disse que “o futuro a Deus pertence”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Abono salarial de Doria é falso reajuste para professores, diz Apeoesp

1 comentário

  1. Ou seja, um partido esquizofrênico, seja oposição ao governo mas que defenda suas reformas……. piadista….. deveria seguir o conselho da turma e se candidatar a vereador….numa cidade a milhas de distância…….

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome