Anvisa reage a Doria e freia Coronavac

Agência do governo federal diz que documentação da fase 3 ainda não foi encaminhada; relatório de inspeção só pode ficar pronto em janeiro

O Governador do Estado de São Paulo, João Doria. Foto: govesp/via fotospublicas.com

Jornal GGN – A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou uma nota oficial nesta segunda-feira afirmando que ainda faltam diversas fases para que a Coronavac, desenvolvido pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, seja registrada.

De acordo com a Anvisa, os dados da fase 3 de testes clínicos da vacina, a etapa final antes do registro, ainda não foram encaminhados. Além disso, diz que o relatório da inspeção na fábrica da chinesa Sinovac (também necessário para o registro) pode ficar pronto apenas no dia 11 de janeiro.

“Não foram encaminhados dados relativos à fase 3, que é a fase que confirma a segurança e eficácia da vacina. Esse dado é essencial para a avaliação tanto de pedidos autorização de uso emergencial quanto pedidos de registro”, afirma a Anvisa na nota.

A nota oficial foi divulgada após a coletiva realizada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que anunciou o início da vacinação no estado em 25 de janeiro, aniversário da capital paulista, afirmando que todo brasileiro no território paulista poderá receber as doses. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

 

Leia Também
Coronavírus: Dinamarca fecha escolas, cafés e restaurantes na metade do país
Coronavírus: Itália relata ligeiro recuo nas estatísticas, mas por menos testagem no domingo
Mourão contradiz governo e fala em 150 milhões de brasileiros vacinados
São Paulo anuncia plano de vacinação contra Covid-19, alternativo ao governo federal

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora