Após 17 dias sem novos casos, Nova Zelândia se declara livre de coronavírus

Uma declaração do Ministério da Saúde disse que o último caso remanescente, uma mulher de Auckland, está livre de sintomas há 48 horas

Jornal GGN – A Nova Zelândia declarou não haver novos casos ativos de coronavírus nesta segunda-feira (8), com o país relaxando quase todas as restrições de coronavírus. Uma declaração do Ministério da Saúde disse que o último caso remanescente, uma mulher de Auckland, está livre de sintomas há 48 horas.

A diretora-geral de Saúde, Ashley Bloomfield, disse que não ter casos ativos pela primeira vez desde fevereiro é “uma marca significativa”. Passaram-se 17 dias desde que o último novo caso da Nova Zelândia foi relatado, enquanto 40.000 pessoas foram testadas nesse período.

Com a recuperação do último paciente com coronavírus, a primeira-ministra Jacinda Ardern anunciou que as medidas de isolamento social serão eliminadas. Já as restrições nas fronteiras permanecerão em vigor, incluindo quarentena para os viajantes.

Com o fim do isolamento a partir de terça (9), eventos públicos e privados podem ser retomados sem restrições. Até estádios serão reabertos para o início da competição nacional de rugby do país.

“Estamos confiantes de que eliminamos a transmissão do vírus na Nova Zelândia por enquanto, mas a eliminação não é um ponto no tempo, é um esforço sustentado”, disse a primeira-ministra.

Ardern acrescentou que a Nova Zelândia “quase certamente verá casos aqui novamente, e isso não é sinal de que falhamos, é uma realidade desse vírus”.

A Nova Zelândia registrou um total de 1.504 casos confirmados e 22 mortes.

Com informações da Deutsche Welle

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora