Armínio Fraga: Sim para reformas, não para investimentos públicos

Sobre investimentos públicos, "algum" é "indispensável". "Agora, não vejo como aumentar, o Estado está quebrado”, avalia economista

Jornal GGN – Com ameaça de recessão surgindo no horizonte, economistas começam a apontar caminhos para sair da crise. Neste contexto, Armínio Fraga se posiciona: apoia Paulo Guedes e sua agenda reformista, diz que Jair Bolsonaro “atrapalha”, mas rejeita a possibilidade de flexibilizar a PEC do teto dos gastos para ampliar os investimentos público e aquecer a economia.

Em entrevista à Folha, divulgada na noite de segunda (10), ele disse que é o caso de “evitar grandes ruídos nas mais diversas áreas, manter a disciplina macro e tocar a agenda de reformas. O Congresso tem feito muito, mas precisa de mais ajuda do Executivo”.

Sobre investimentos públicos, “algum” é “indispensável”. “Agora, não vejo como aumentar, o Estado está quebrado”.

“Neste momento, uma tentativa de aumentar despesa, mesmo estritamente direcionada a investimento, tende a desestabilizar tudo e ter efeito contraproducente. Por ora, nosso problema ainda é reencontrar espaço fiscal para fazer investimento público”, disse.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora