As principais notícias do Brasil e do mundo nesta quarta-feira

Confira algumas das principais notícias que marcaram o Brasil e o mundo nesta quarta-feira, 05 de agosto

Correio Braziliense

Senadores acionam Corregedoria Nacional do MP contra Augusto Aras

Senadores pedem que seja instaurado processo administrativo disciplinar contra procurador-geral da República

Reuters

MPF prorroga investigações sobre possível vazamento de operação Furna da Onça

O Ministério Público Federal prorrogou por mais 90 dias as investigações relacionadas a um possível vazamento da operação Furna da Onça; o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) pode passar por uma acareação junto com o empresário Paulo Marinho.

Folha de São Paulo

Aumentar isenção de IR para R$ 3.000 custa um Fundeb, diz Guedes

Em reunião da comissão mista sobre a reforma tributária, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a correção pela inflação da faixa de isenção da tabela de Imposto de Renda provocaria uma perda de arrecadação de R$ 22 bilhões ao governo.

BC corta Selic em 0,25 ponto, a 2% ao ano, e Brasil consolida juro real negativo

Nona redução consecutiva na taxa básica de juros renova as mínimas históricas da taxa básica de juros desde dezembro de 2017

O Estado de São Paulo

Após corte do Ministério da Saúde, Universidade de Pelotas retoma pesquisa com investimento privado

Ministro interino da Saúde diz que financiamento da pesquisa populacional foi cancelado por considerá-lo “regionalizado”

STF proíbe cortes no Bolsa Família e obriga governo a proteger índios contra covid-19

Palácio do Planalto sofre duas derrotas no Supremo Tribunal Federal, onde foi possível ver a unidade dos ministros em questões relacionadas à pandemia

1 comentário

  1. Não adianta nada esses cortes na #selic ele não chega ao consumidor . Hoje estive no banco #itau para fazer um depósito na conta corrente da empresa de minha filha e no próprio extrato diz que boa juros do cheque especial, custa 13% ao mês e 156% ao ano.
    O Brasil tem uma maiores taxas de juros do mundo e ainda pressionaram para um seguro de vida que só recebe se morrer de 94,00 por mês.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome