Atuação de milícias avança para áreas nobres do Rio de Janeiro

Moradores da zona sul e da Barra da Tijuca já relatam ofertas de proteção e de construções irregulares; padrão de atuação é bastante plástico

Foto: Reprodução

Jornal GGN – A atuação das milícias já se aproxima das áreas elitizadas do Rio de Janeiro: com fala mansa, oferecem proteção e colocam cancela na rua, oferecendo proteção. Quando os moradores não aceitam pagar, os problemas começam.

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o sociólogo José Cláudio Alves explica que o padrão de atuação dos milicianos é bastante plástico, e tem como foco as regiões onde se tem dinheiro.

“E aí tem as histórias de como os caras começam a se implantar progressivamente nessas partes da cidade”, explica. “Colocam cancela, dizem que vão tomar conta da rua, um morador os confronta, fala que não quer pagar e começa a ter tantos problemas que acaba pagando.”

Algo parecido pode ter ocorrido no bairro de Laranjeiras, que junto com o Cosme Velho forma a zona eleitoral onde Marielle Franco (PSOL) teve mais votos. Em 2018, uma agência do banco Bradesco virou alvo de bandidos. Um grupo chegou a oferecer segurança ao banco, que negou. A cada recusa, uma nova explosão – a agência sofreu duas ações do mesmo tipo.

Nos subúrbios e nas favelas, os milicianos cobram ágio sobre os serviços mais básicos, como botijão de gás, garrafão de água e sinal clandestino de TV por assinatura (o “gatonet”).

 

 

Leia Também
Bolsonaro adota personalismo de olho em 2022
“Fome tem que ser combatida com renda básica e imposto sobre riqueza”, diz economista
Fome no Brasil: de exemplo mundial à preocupação
Bolsonaro declara guerra contra ambientalistas

11 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

peregrino

- 2020-09-20 22:02:59

pior é que foi isso mesmo... de minha rua condomínio, classe A modesta, com 41 casas, o Professor teve apenas 2 votos, o meu e o da minha esposa. pior que isso é que ainda teve um pastor-milico-miliciano que porrou o meu portão e perguntou: - e aí, peregrino, vai ter coragem de votar no PT? ao que respondi - dá um tempo aí que vou lá dentro pegar a resposta pra descarregar na tua fuça! ainda bem que ele foi despejado por falta de pagamento do aluguel da casa. Tão safado que saiu devendo até para o padeiro que passa todo dia. Tão safados que chegam a comer em nome da igreja

Leandro

- 2020-09-20 21:18:36

Eu sou carioca, e essa cidade do Rio de Janeiro está uma coisa triste, simplesmente triste!! Viver aqui está impossível, um poder municipal corrupto, com um fdp de um prefeito imbecil e incompetente, uma câmara de vereadores que é uma sordidez só; no plano estadual acho que não preciso falar muito: Witzell, assembleia legislativa igualmente corrupta ( querem o impeachment do governador, mas retiraram da cadeia deputados presos por corrupção e que assim puderam assumir os seus mandatos); a população pobre morrendo largada nos hospitais, sem acesso e sem direito à qualquer serviço público eficiente (você liga para a prefeitura solicitando uma troca de lâmpadas de poste e é simplesmente ignorado), a população de rua aumentando tremendamente, e no entanto as pessoas, a população, agem como se tudo estivesse normal, vivem todos num estado de demência simplesmente incrível (a preocupação do carioca é com o funcionamento do WhatsApp e do Facebook, ou se a internet está boa, se eles param de funcionar aí sim há motivo para reclamações, mas não se o hospital ou a conservação urbana não funcionam. E eu não estou falando de reclamações enviadas para telejornais ou para grupos de WhatsApp, estou falando de mobilização física, de fechamento de uma via, de protesto). A prefeitura do Rio de Janeiro, digo, o prefeito Marcelo Crivella levou uma proposta que foi aprovada pela câmara de vereadores, em que a partir de agora construções que antes eram tidas como irregulares passam a serem regularizadas a partir de pagamento feito à prefeitura (uma ilegalidade absurda, mas um negócio muito proveitoso para as milícias cariocas). Enquanto isso o rebanho neopentecostal carioca cresce e sustenta essa política-religiosa-miliciana, enquanto isso o rebanho Rio40° (rebanho praia e sol, Maracanã, futebol) também cresce e sustenta cada vez mais a mesma via política, a mesma idiotia carioca.

Rafael Sobreiro

- 2020-09-20 20:18:46

Mais uma premonição de Ciro Gomes, quando ele diz que o atual governo quer implantar a milícia no país todo. E triste essa realidade.

Rui Ribeiro

- 2020-09-20 17:48:00

Foi acima de tudo os moradores de área nobre que elegeram o Bolsa de Bosta. O feitiço tá se voltando contra o feiticeiro. Finalmente uma ótima notícia

jucemir r. da silva

- 2020-09-20 17:34:47

Até no Planalto?!!! Você estaria insinuando que o presidente Jair Messias Bolsonaro, seus filhos e amigos formam uma milícia? Não posso acreditar. Isso é fake, com certeza.

peregrino

- 2020-09-20 14:15:24

trabalhar honestamente neste país passou a ser crime... qualquer pilantra de terceira classe passou a ter voz de mando, tipo ou faz como eu quero ou não faz quando se chega a este ponto de abusos, pode pegar todas as leis do país e jogar no lixo

Carioca

- 2020-09-20 14:14:53

Desculpa. É balão de ensaio? Quem não é morador do Rio não sabe que o Rio, quiçá todas as capitais desse país, já está(va) dominado por esse tipo de "empreendimento" há muito ... Criem uma seção: "Você conhece? Só informe o bairro e a cidade" e os servidores explodirão ,,,

peregrino

- 2020-09-20 11:58:21

Fortes indícios de que já se espalharam por todas as superintendências regionais... compra de casas com documentação irregular ou em inventários litigiosos, em bairros nobres, é o melhor investimento do momento. Dependendo da área do terreno, de uma casa uma constroem quatro apartamentos sem regularizar a documentação original que são vendidos a preço de banana, porque sem RGI e via contratos de gaveta. aí o cidadão comum tenta construir um segundo andar em sua casa, legalmente, e a região administrativa vai logo avisando que não vai permitir o desmembramento para venda em separado Se atuam ilegalmente ou não, não faço a menor ideia, mas que aparentemente passou a valer tudo por dinheiro, passou

Marcos Guimaraes

- 2020-09-20 11:56:43

O pior será: milicianos empresários, milicianos novos-ricos, morando em condomínios de alto padrão protegidos pela segurança pública, em palacetes! Ou seja, a cultura de expropriação e uso das pessoas, não levará tão somente em contra os mais pobres, toda a sociedade será usada para alimentar a bi-tributação miliciana, pois o estado já é miliciano junto com um braço da lei, que não segue a ética, mas tão somente os interesses da força que a dirige! O duro é ter mais um participante da expropriação que seria o crime organizado, e coloque ai corrupção de estado na entrega do patrimônio nacional! Imagina só você ser dono da distribuição de água? Você viverá tranquilo até a sua quinta geração! Você não pode ter água via satélite, muito menos por fibra ótica! É sem concorrência! Não consigo mais ver o túnel, quem dirá, a luz em seu fundo... O problema do brasil não é mais financeiro, é de valores, é de ética! As instituições não acreditam na humanidade, nem em algum motivo por que de tudo existe! As instituições estão podres, estão mortas para o humano em nós!

Zé Sérgio

- 2020-09-20 10:52:28

40 anos de Redemocracia. 30 anos de Constituição Cidadã. O que OAB de filho de Terrorista Marxista tem a dizer e cobrar deste Estado Ditatorial Caudilhista Absolutista Assassino Esquerdopata Fascista que permitiu tal aberração num país que se diz democrático e republicano? A culpa deve ser dos outros. Pobre país rico. Como fracassados fizeram fracassar uma Nação? É preciso desenhar? Mas de muito fácil explicação.

Marcio

- 2020-09-20 10:32:42

Tem noticiario dizendo que chegou ao planalto.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador