Barroso não garante diplomação de candidato enquadrado como ‘ficha suja’

Presidente do TSE paralisou análise de casos até uma nova decisão sobre esvaziamento da Lei da Ficha Limpa no plenário do STF

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso, suspendeu o processo de um candidato beneficiado pelo esvaziamento da Lei da Ficha Limpa.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, pelo menos cinco candidatos enquadrados na Lei acionaram a justiça em busca de sua diplomação para assumirem cargos públicos em janeiro, uma vez que o ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), encurtou o período de inelegibilidade para certos crimes.

Barroso é responsável pela análise de casos vistos como urgentes durante o recesso do TSE, e deve avaliar cada caso, e a tendência é que os demais processos sejam paralisados no aguardo de um posicionamento do plenário do STF.

Até o momento, quatro candidatos a prefeito – de Pinhalzinho (SP), Pesqueira (PE), Angélica (MS) e Bom Jesus de Goiás (GO) – e um a vereador, de Belo Horizonte (MG), recorreram ao Tribunal Superior Eleitoral para obter sua diplomação. A aposta nos bastidores é que a medida tomada por Marques será revista pelo Supremo.

 

 

Leia Também
Liminar de Kassio leva políticos barrados pela Ficha Limpa ao TSE
Fux não deve revogar decisão de Kassio sobre Ficha Limpa
Após decisão de Nunes Marques, fichas sujas devem assumir seus mandatos em prefeituras

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome