Bolsonaristas chegam ao ponto de revirar lixo da imprensa

Objetivo era obter nomes de jornalistas em plantão no Alvorada; vestidos com camiseta "Direita Raiz", homens gravam vídeo afirmando que imprensa era suja

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Dois apoiadores do presidente Jair Bolsonaro reviraram o lixo em frente à sala de imprensa do Palácio da Alvorada para atacar jornalistas que faziam plantão no local.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, dois homens vestidos com camiseta onde era possível ler “direita raiz” passaram a mexer nas notas fiscais nos lixos para ler os nomes dos profissionais, revirando embalagens de um serviço de entrega de comida ao lado de uma lixeira.

“Não tem o nome da pessoa aqui [na nota fiscal]. Mas, enfim, querendo ou não, isso é um descaso com o meu dinheiro, com o seu dinheiro, é um descaso com o nosso patrimônio porque isso tudo aqui é sustentando com o dinheiro dos nossos impostos.”

“E eles não valorizam, não têm capacidade sequer para zelar pela higiene e pela limpeza. E é por isso que quando falam que esta mídia é porca, suja, é nos dois sentidos. Eu pensei que era só em um, mas é literalmente também”, disse um dos homens.

Durante a gravação do vídeo, não houve nenhuma abordagem aos apoiadores por parte da segurança do Palácio da Alvorada, a cargo do GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

A lixeira revirada pelos apoiadores de Bolsonaro fica em frente à sala onde jornalistas ficam diariamente de plantão à espera do presidente, que costuma falar com apoiadores e repórteres, quando sai e chega à residência oficial. Para ter acesso ao local, é preciso passar por um portal de detecção de metal e por um scanner para, só então, ter acesso à área restrita.

Essa não é a primeira vez que a imprensa é vítima de ataques bolsonaristas: na última sexta-feira (08/05), jornalistas foram xingados em frente à sala de imprensa. Em 03 de maio, profissionais de imprensa chegaram a ser agredidos verbal e fisicamente por manifestantes em frente ao Palácio do Planalto.

 

Leia Também
Bolsonaro usa expressão nazista para atacar a imprensa, lembra Jamil Chade
Jair Bolsonaro volta a criticar cobertura da mídia
Bolsonaro foi responsável por 58% dos ataques recebidos pela imprensa em 2019
GGN revisita a trajetória de Moro em projeto inédito. Saiba mais aqui

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora