Bolsonaro cita soja para dizer que China precisa do país

Em live ao lado de Ernesto Araújo, presidente diz que "tem gente que quer ver uma crise" - embora chanceler não esteja nas negociações com chineses

Ernesto Araújo (esq.), então ministro das Relações Exteriores, e Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro tentou ligar a demanda chinesa pela soja brasileira para dizer que o país depende do Brasil, em meio às dificuldades que o país tem passado para trazer os insumos necessários para a produção doméstica de vacinas contra a covid-19.

“O pessoal fala ‘ah, o Brasil precisa da China’ A China também precisa da gente. Ou tu acha que a China está comprando soja para jogar fora?”, pontuou Bolsonaro durante sua live semanal nesta quinta-feira, segundo o jornal Folha de São Paulo, ao lado do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

“Tem gente que quer ver uma crise, quer criar invenções onde não existe”, disse Araújo, que admitiu não ser o interlocutor do Brasil com o país asiático. A imagem de Araújo encontra-se desgastada devido aos diversos posicionamentos contra os chineses pelo chanceler – retórica que também foi adotada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), amigo do ministro e filho do presidente.

E como não seria diferente, Bolsonaro também criticou a imprensa. “O problema, como o próprio embaixador disse, é burocrático. Não é nada de político, como alguns falaram, como Bonner falou que nós minamos o relacionamento. Parem de mentir, pessoal. Tomem vergonha na cara. Vocês atrapalham o Brasil com este tipo de notícia. Atrapalham o Brasil. Eu tenho vergonha de vocês, fazer um jornalismo desta maneira”.

 

 

Leia Também
Bolsonaro ataca Venezuela mesmo após doação de oxigênio
Release e vídeo desmentem tese de Pazuello sobre hacker
Aras recebe Pazuello para ‘esclarecimentos’ sobre condução da pandemia
Bolsonaro proíbe ministros de atender pedidos de Doria, diz colunista
Bolsonaro não foi negligente: atuou para a propagação do vírus, diz estudo

10 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ed.

- 2021-01-22 11:26:36

Note-se que uma reunião para tratar de vacinas e insumos deste desgoverno com chineses NÃO tem a presença do chanceler E tem as presenças da ministra dos agrotóxicos, digo, agricultura (soja) e das comunicações (5G), além naturalmente do ministro da Ilogística, digo, da cloroquina, digo da saúde. Note-se também o atento oportunismo do despresidente auto-marqueteiro (como é comum em psicopatas autocentrados) em parabenizar de pronto seu (des)governo na liberação comercial unilateral de um lote simbólico pela Índia, a qual o fez também para o Marrocos, depois de ceder gratuitamente para países do seu entorno, como o Butão. O papel do Arnesto (q não mora no Brás), foi muito mais de atrapalhar contra a posição hindu (segundo Bozo, "indígena") sobre patentes do que negociar. Eles só sabem é "negacionar". Isso não se faz, Arnesto!...

Rui Ribeiro

- 2021-01-22 09:47:58

China pode importar soja da Tanzânia e dos EUA Bolsoburro

Rui Ribeiro

- 2021-01-22 07:51:38

Exportadores de soja é o que não faltam: EUA e Tanzânia, por exemplo. Elegeram um burro para presidir o Brasil. O Agronegócio ajudou a eleger esse troço. Agora aguente

Rui Ribeiro

- 2021-01-22 07:49:03

A China pode importar soja dos EUA e da Tanzânia. Elegeram uma burra para presidir o Brasil. Agora toma no caneco, Agronegócio

alfredo machado

- 2021-01-22 07:27:19

O louco varrido continua exibindo a sua plena, os músculos daquele cérebro ímpar exibem, como sempre, um preparo físico bem satisfatório, enquanto o preparo intelectual permanece o mesmo, algo parecido com uma tragédia grega. Ontem, aprendi que a política externa do quintal está excepcional. A interrogação fica por conta do que virá, o cérebro ímpar ganhará um merecido processo de impedimento ou percorrerá o caminho que o levará à reeleição. Caso permaneça no trono até 2026, cabem apostas sobre o que sobrará deste país. Qualquer que seja o desdobramento disto tudo, a única certeza é o prosseguimento do febeapá impressionante, uma característica de pessoas com elevadíssimo teor de burrice.

carlos elisioc

- 2021-01-22 03:03:02

Precisa não. A China tem múltiplas opções para qq produto brasileiro. Mas que fique muito claro que não é o Brasil que está de quatro com a bunda de fora sendo chutada por todo mundo. É este desgoverno o cachorro vagabundo e sarnento que está rejeitado por todos.

André

- 2021-01-21 22:08:10

E nós temos muito mais vergonha de ter um presidente destes, mentiroso e incompetente!

Vladimir

- 2021-01-21 21:56:55

A China precisa tanto da soja do Brasil que,se o sujeito que ocupa a presidência da República resolver não vender mais a soja para eles,quem cai é ele.

Ed.

- 2021-01-21 21:55:38

Uma reunião para tratar de vacinas e insumos deste desgoverno com chineses NÃO tem a presença do chanceler E tem as presenças da ministra dos agrotóxicos, digo, agricultura (soja) e das comunicações (5G), além naturalmente do ministro da Ilogística, digo, da cloroquina, digo da saúde. Note-se também o atento oportunismo do despresidente auto-marqueteiro ( como é comum em psicopatas autocentrados) em parabenizar seu (des)governo na liberação comercial de um lote simbólico unilateral pela Índia, a qual o fez também para o Marrocos, depois de ceder gratuitamente para países do seu entorno. O papel do Arnesto (q não mora no Brás), foi muito mais de atrapalhar contra a posição contrária sobre patentes do que negociar. Ele só sabem é "negacionar". Isso não se faz, Arnesto!...

Nêmesis

- 2021-01-21 21:49:11

O Coiso é um fanfarrão. Ficou fazendo pose contra a China e, agora que não há mais como negar o desastre do coronavírus, foi pedir-lhes pelamordidêos para entregarem as "vachinas", com o rabo entre as pernas. E ainda quer cantar de galo. Ah, vá... Até pode ser verdade que a China dependa da soja brasileira. Mas é exatamente por isso que estão comprando terras a rodo na África. https://www.japantimes.co.jp/opinion/2020/04/29/commentary/world-commentary/china-africa-land-grab/ https://www.bloombergquint.com/amp/global-economics/china-s-coronavirus-aid-to-africa-will-build-political-support https://thediplomat.com/2020/08/did-nigeria-really-cede-its-sovereignty-to-china-in-a-loan-agreement/ E, na América Hispânica, também. https://www.researchgate.net/publication/281482259_Chinese_Land_Grabbing_in_Argentina_and_Colombia Por quanto tempo a China continuará dependendo da soja brasileira?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador