Bolsonaro deve trocar ministros da Educação, Casa Civil e Minas e Energia

Onyx tem sofrido processo de desgaste na articulação política, e deve assumir uma assessoria especial ou voltar a ser deputado federal

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Jair Bolsonaro pretende mudar em janeiro de 2020 pelo menos três ministérios. As alterações devem ocorrer na Casa Civil, Educação e Minas e Energia.

Segundo a Folha, Onyx Lorenzoni (Casa Civil) passa por “longo processo de desgaste”. “Perdeu funções relevantes, como a articulação política, transferida para Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), e a coordenação jurídica da Presidência, hoje subordinada à Secretaria-Geral, sob o comando do ministro Jorge Oliveira.”

Além disso, Bolsonaro estaria insatisfeito com a participação do DEM no governo. O partido tem 3 ministérios e, ainda assim, não está totalmente sujeito aos interesses do presidente na Câmara e Senado, cujos presidentes são do partido de Onyx.

Bento Albuquerque é outra mudança dada como certa. “Com ele, o segundo escalão também deve ser trocado, com mudanças nas quatro secretarias (Óleo e Gás, Energia, Mineração e Planejamento), coordenadas pela secretaria-executiva.”

A expectativa é de que Onyx assuma uma assessoria especial ou volte para a Câmara. E Bento seja trocado pelo deputado federal Fernando Coelho Filho (DEM-PE), ex-ministro da pasta no governo de Michel Temer.

Já Abraham Weintraub ensaia uma saída discreta do MEC. Seus assessores mais diretos estão sendo exonerados neste final de 2019. A saída de Onyx também torna a permanência de Weintraub insustentável. Ele deve, contudo, assumir outro posto no governo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Equipe de Dallagnol diz que Aras faz "ilações" e nega acesso a dados de 38 mil pessoas

3 comentários

  1. Não sei se irá trocar ou não. A verdade é que não fará a menor diferença a não ser confirmar o poder único no governo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome