Bolsonaro diz que mato-grossenses ‘não entraram na conversa mole do fica em casa’

Presidente segue minimizando mais de 135 mil mortes, e parabenizou agronegócio pela ‘segurança alimentar’ garantida no período

Presidente da República Jair Bolsonaro, e recepcionado por populares durante chegada a Sinop. Foto: Alan Santos/PR

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro deu os parabéns aos produtores agrícolas durante evento realizado na cidade de Sorriso (MT), que contou com uma plateia de apoiadores e produtores rurais, um dos grupos que o ajudou a se eleger na última eleição.

“Vocês não pararam durante a pandemia. Vocês não entraram na conversinha mole de ‘fica em casa’. Isso é para os fracos”, disse Bolsonaro, segundo o jornal O Estado de São Paulo.

“O agronegócio em grande parte evitou que Brasil entrasse no colapso econômico e mais do que nos deu segurança alimentar, não só a 210 milhões de brasileiros bem como a mais de um bilhão de outras pessoas que vivem ao redor desse enorme mundo. Vocês estão de parabéns. Vocês são nosso orgulho”, declarou.

A viagem de Bolsonaro ao Mato Grosso foi para a entrega simbólica de 1,8 mil títulos de propriedades rurais a agricultores familiares. Contudo, as queimadas que estão acontecendo no estado não foram citadas no discurso do presidente, que segue tentando minimizar os impactos da pandemia que já matou mais de 135 mil pessoas no país.

 

Leia Também
Fome no Brasil: de exemplo mundial à preocupação
Fogo e grilagem em Mato Grosso: a violência continua destruindo o sonho das famílias do Pré-Assentamento Boa Esperança
Movimentos do campo cobram compromisso do Congresso com produção de alimentos e combate à fome

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  O Xadrez das chagas do sistema judicial com o caso André do Rap

4 comentários

  1. eis ai o gestor do descuido. o administrador de irresponsabilidades, a liderança das insanidades. Cabe bem para tempos apocalípticos quem tem a seu lado os quatro cavaleiros, que em breve mostrarão melhor suas caras: morte, peste, guerra e fome.

  2. Os que estão aglomerados ali poderão ou não morrer ou ter sequelas de covid, e o problema é deles.
    Mas será que não aderiram ao “fique em casa” pra tacar fogo no pantanal?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome