Bolsonaro é alertado sobre reorganização de grupo ligado a Eduardo Cunha

Novo centrão já anda em torno de Rodrigo Maia e demonstrou força enfraquecendo a atuação de Onyx Lorenzoni

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O núcleo duro do governo Bolsonaro já foi alertado de que um grupo de deputados ligados a Eduardo Cunha se reorganiza para disputar poder na Câmara. O chamado novo centrão- que rejeita a alcunha – já anda em torno de Rodrigo Maia, presidente da Casa, e demonstrou força enfraquecendo a articulação do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Segundo informações do blog do jornalista Tales Faria, desta quarta (20), os auxiliares mais próximos de Onyx atribuem “o enfraquecimento do ministro à reorganização de uma facção da Câmara ligada ao ex-presidente da Casa Eduardo Cunha”.

Eles assumiram a liderança dos principais partidos do chamado Centrão e devem entrar num cabo de guerra com o governo quando se aproximar a tentativa de aprovar a reforma da Previdência.

Segundo Faria, lideram o grupo Arthur Lira (PP-AL), Wellington Roberto (PR-PB), André de Paula (PSD-PE), Elmar Nascimento (DEM-BA) e Baleia Rossi (MDB-SP).

Bolsonaro estaria repetindo que não se dobrará “à velha política” de Cunha, e que cederá “apenas pontualmente” naquilo que achar razoável. A ordem é “resistir” aos pedidos e pressões o máximo possível.

“A esperança do governo é que, depois da reforma, não precise mais do novo Centrão. O problema é que o grupo sabe disso.”

Enquanto presidente da Câmara e cabeça do centrão, Cunha foi peça fundamental para a queda de Dilma Rousseff. Além de tocar o processo de impeachment contra a petista, Cunha também armou uma série de votações de pauta bomba que minou as tentativas de ajuste fiscal por parte do antigo governo.

1 comentário

  1. Nassif: ouvi dizer que os daBalinha já estão articulando juntar forças com o Grupo. Os VerdeSauvas não ficaram muito satisfeitos. Mas o importante é garantir a”pensão da bengala”. Então, inclusive a patota de CruzAlta, vão fazer vistas grossas. Botafogo é que está com o fiofó na mão. Vai que…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome