Bolsonaro testou positivo para coronavírus, diz colunista

De acordo com o jornal, a informação já circula em Brasília e Bolsonaro ainda não sabe o que fazer

Jornal GGN – O jornalista Leandro Mazzini, que assina a coluna Esplanada, do jornal O Dia, afirma que o primeiro teste para coronavírus de Jair Bolsonaro resultou em positivo. O presidente aguarda a contraprova nesta sexta (13).

De acordo com o jornal, a informação já circula em Brasília e Bolsonaro ainda não sabe o que fazer:

“Se Bolsonaro vai divulgar o resultado – seja positivo ou não – é uma questão pessoal, mas que envolve também uma situação de soberania nacional. Passar à população uma imagem de um presidente infectado pode causar medo geral e até mexer com os índices da Bolsa de Valores, que já oscilam fortemente há uma semana, com circuit-break como rotina”, escreveu.

A expectativa é de que Bolsonaro convoque ao Alvorada “o núcleo presidencial – todos militares de alta patente – para decidir o que falar. Enquanto a nação fica de stand by.”

No Twitter, a hashtag “BolsonaroInfectado” era o assunto mais comentado por volta das 11h.

Na quinta (12), o mundo todo ficou sabendo que o secretário de comunicação de Bolsonaro, Fabio Wanjgarten, também está contaminado por coronavírus.

Na mesma noite, durante uma live no Facebook, Bolsonaro disse que era “fake news” que o primeiro teste dele havia dado “negativo”, e que era preciso aguardar os exames que sairiam “em poucas horas”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 comentários

  1. Duas coisas podem ser feitas: a primeira é afastar Jair Bolsonaro da presidência, pois o país não deve ficar sem presidente. A segunda é incentivar o mito a se reunir com seus manos fascistas, nazistas, milicianos, ladrões, golpistas, etc assim ele infectará o esgoto brasileiro.

  2. Essa decisão de informar se deu positivo ou não, não cabe mais a Bolsonaro.
    Se deu positivo, nesse momento ele torna-se imputável.
    O estado deve conduzi-lo a ferro e fogo para a quarentena.
    Debaixo de vara, se for o caso.
    E providenciar que o Mourão assuma de imediato a Presidência da República.

    É simples assim, nem pronunciamento ele pode fazer.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome