Brasil em Transe: falsos messias

“Estivemos juntos em três Guerras Mundiais e é essa parceria que estamos dando continuidade”.

Almte. Ilques Barbosa, Comandante da Marinha, sobre a subordinação das FFAA aos EUA – 09/01/2019

aqueles que se dizem judeus, mas não o são, e sim a sinagoga de Satã, tomarão como seu esperado Messias aquele que não o é, e sim o AntiCristo.

a presença dos genocidas militares israelenses no Brasil, sob a fachada de “ajuda humanitária” para resgatar cadáveres do mar de lama tóxica causada pelo grande empresariado brasileiro, mas na verdade fazendo parte de uma psyop para angariar apoio à transferência da Embaixada Brasileira para Jerusalém, é também mais uma sessão no processo de maldição a que todos, sem exceção, estamos sendo submetidos desde o Golpeachment.

como se ainda não fosse o suficiente, as bolhas fake BolsoNazis passaram a circular com a versão de que o crime ambiental e humano em Brumadinho foi: um atentado de uma célula terrorista cubano-venezuelana no Brasil para sabotar a abertura econômica de Paulo Guedes.

este é o grave, profundo e irreversível transe de um Brasil completamente delirante. nenhum de nós está imune a ele. e de suas consequências todos nós estamos sendo afetados.

não olhem para a Venezuela. a Venezuela é prelúdio. o decisivo teatro de operações na AL localiza-se nas terras prometidas de Hy-Brazil.

bem o sabe a companhia especial israelense de resgate, com suas 10 toneladas de equipamento, incluindo “sonares” sensíveis ao calor dos corpos e עוד דברים, muito embora não sejam efetivos frente  ao gélido rigor mortis dos assassinados pelo rompimento criminoso da barragem da Vale em Brumadinho.

enquanto o show case dos 130 israelenses atolou no lamaçal, os 900 homens da 4ª Brigada de Infantaria Leve do Exército permaneceram nos quartéis e não foram acionados.

Leia também:  Nota Pública contra o cancelamento do Memorial da Anistia

o aparente paradoxo deste desprezo do Messias Bolsonaro com a tecnologia militar brasileira é consequência direta do desprezo das FFAA pelo Povo Brasileiro.

forte demais? de modo algum! quem até hoje é o patrono do Exército Brasileiro?

um Duque! o único no Brasil. cujos títulos de nobreza foram recompensa pelo seu dedicado trabalho de “pacificação” das revoltas populares durante o Império, ao qual nosso “maior soldado” serviu com fidelidade canina.

qual a relação das FFAA com o Capitão Sérgio Macaco do caso PARASAR, durante a Ditadura Civil-Militar? este sim um herói! este sim deveria ser um ícone permanente para as FFAA! mas as FFAA deixaram que o Brigadeiro Sérgio Macaco morresse sem lhe fazer justiça.

para nosotros, os patronos são os militares e lideranças que sob o lema “Desobedecer El Rei para servir ao Povo!”, ainda agora nos conclamam: “Sigam-me os que forem brasileiros!”.

então, não se trata tão somente de fazer o acerto de contas a respeito dos porões de um regime  militar a serviço dos grandes empresários civis. há todo um amplo, geral e irrestrito resgate a ser feito. desde as malas de dinheiro do Gal. Kruel até a humilhação do Vice-Almte. Othon.

como falso Messias, Bolsonaro jamais imaginou que seria eleito. e os Generais também não. em que pese a já famosa matéria sobre um pretenso projeto da cúpula militar para uma pretensa “Nova Democracia”.

nada foi previamente planejado. tudo ocorreu de acordo com as veleidades circunstanciais da História. assim como também por estas circunstâncias, não apenas eles, mas vós, nós, ele, tu e eu, estamos todos igualmente perdidos, perambulando sem destino no interregno de um labirinto sem saída.

Leia também:  Favorito dos Bolsonaro à PGR é crítico em relação à manipulação da opinião pelos grupos de mídia, em ambiente democrático

com seu intestino grosso cirurgicamente transformado em “verdadeira obra de arte”, o Capitão-Presidente jaz convalescente numa mudez forçada, para aquilo que lhe sai espontaneamente pela boca volte a ser expelido pelas vias normais.

embora também não possa receber visitas, ainda assim decidiu reassumir o exercício da Presidência. como resultado, sofreu uma recaída e ganhou a companhia de náuseas, vômitos e uma sonda naso-gástrica.

em outra frente de batalhas, o agora tido como “sensato” General-Vice ganha terreno rapidamente. sem encontrar resistências, avança para ser impor ele próprio como a solução do “auto-golpe”.

são muitos os falsos Messias. os milagres e a salvação que trazem sempre são de interesse próprio. sem sequer uma única palavra acerca dos mais urgentes de nossos problemas: pouca renda e muita inadimplência!

até mesmo dentro dos quartéis os falsos Messias já começam a ser desmascarados, com a profunda insatisfação com a inclusão dos militares na Reforma da Previdência do financista e rentista Paulo Guedes.

aquele Brasil tal qual o imaginávamos conhecer, está morto! aquele sistema de poder no qual viemos aos barrancos e solavancos, acabou-se em definitivo com o Golpeachment. a pax instituída pela Constituição de 1988 faliu. a ela não haverá retorno.

já se romperam as barragens de lama tóxica do grande Capital. para todos nós atingidos pelo tsunami criminoso, já não se trata, desde muito, de ter qualquer esperança. nem mesmo de uma morte rápida. somos todos mortos-vivos. e nenhum falso Messias fará de nós Lázaro.

Leia também:  Clipping do dia

“Aqueles no topo nos pedem para nos curvarmos enquanto esperamos pela catástrofe. Eles nos pedem para nos juntar às suas fileiras! Eles nos pedem para fazer um acordo com o diabo! Mas é ficando longe do mundo deles que podemos parar essa cadência infernal. Ainda temos a oportunidade de virar a maré para semear novas sementes em solo fértil.”

Carta 20: Vamos teclar “DESLIGAR”!

LES LETTRES JAUNES – GILETS JAUNES·QUINTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2019

vídeo: Vítimas da tragédia de Brumadinho são homenageadas

[video: https://www.youtube.com/watch?v=4ixBp3AgmXg]

vídeo: Progressive International on Vimeo

[video: https://vimeo.com/303783796

.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome