Bruno Covas mostra incômodo em dividir sigla com Aécio

Em entrevista, prefeito de SP diz não descartar saída do PSDB e faz planos para concorrer à reeleição

Jornal GGN – O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, deixou claro seu desconforto com o PSDB ao ressaltar em entrevista seu incômodo em integrar um partido que tem Aécio Neves em seus quadros, e sinalizou uma troca de partido para o futuro.

A declaração de Covas foi dada em entrevista concedida ao jornal Valor Econômico após receber alta do Hospital Sírio Libanês, onde faz tratamento contra um câncer no sistema digestivo. Ele ressaltou estar “muito desconfortável de fazer parte de um partido que tem Aécio como quadro”, mas que “ainda está em tempo de o PSDB expulsá-lo”.

“Acusação até eu tenho, tenho um monte de processo do período que estou aqui como prefeito. Mas é muito difícil de explicar o motivo de um cara desses Aécio estar no PSDB. [O partido] comete o mesmo erro que apontamos no PT. Não expulsa quem foi condenado pela Justiça”, explicou Covas.

Apesar de seu posicionamento contrário a Aécio, o neto de Mário Covas disse que ainda não chegou a pensar para qual partido migraria, e que não chegou a ser procurado por ninguém.

Sobre as eleições de 2020, o prefeito se prepara para disputar a reeleição e disse estar confiante de que uma vitória pode dar “musculatura” ao governador João Doria dentro do partido, uma vez que “o resultado da eleição para prefeito de São Paulo não muda muito o resultado para presidente. O que muda é o ganho político, a musculatura que ganha dentro do partido”.

Leia também:  Abono salarial de Doria é falso reajuste para professores, diz Apeoesp

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

3 comentários

  1. Erro que apontamos no PT?
    Que isso parceiro!!!??
    O PSDB é muito mais corrupto, e vem praticando crimes e falcatruas desde do fim dos anos 1990. Foi uma grande escola da corrupção, de submissão à paises corsários e de entrega de riquezas. A diferença é que seus delitos, do psdb, sempre contaram com a cumplicidade ou omissão de órgãos, imprensa e pessoas, que tinham por obrigação denuncia–los. Aliás, até hoje isso ocorre.
    Do passado vc talvez nao saiba pois ficava curtindo os lucros do vovô nos “states” ou “nas oropa”, enquanto o Brasil era esfolado pela turma do vovô.

  2. Acho que deus está do lado do bruno covas, ainda que ele esteja mais perto da cova do que de deus.
    O menino, cada vez que volta do hospital está mais bonito e corado.
    Conheci gente que não resistiu a duas seções de quimio.
    O bruno, enfrentou quimio e radioterapias junto, e saiu inteirão, sem diminuir a agenda.
    É claro que, assim como o bozo, ele vai ser eleito.
    O povo se comove com candidatos adoentados.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome