Candidato bolsonarista é suspeito de forjar assalto para aparecer como herói armado nas redes

Exatamente no momento em que realizava um encontro com apoiadores de campanha, o candidato, que é ex-PM, flagrou um suposto assalto dentro de um ônibus

Jornal GGN – O candidato a prefeito de Manaus pelo Republicanos, Capitão Alberto Neto, é suspeito de ter forjado um assalto para aparecer como herói armado durante um vídeo de campanha postado na quarta (7). É o que mostra reportagem do jornal O Globo.

Exatamente no momento em que realizava um encontro com apoiadores de campanha, o candidato, que é ex-policial militar, flagrou um suposto assalto dentro de um ônibus da linha 651.

“Neto fez a abordagem com arma em punho e neutralizou um suspeito até que a Polícia Militar chegasse ao local da ocorrência. Agora, opositores e eleitores levantam a hipótese de que a ação tenha sido forjada para alavancar a campanha do candidato”, descreveu o jornal.

Em outro vídeo, o homem abordado explicou que foi acusado injustamente de furtar um celular no ônibus. Pedreiro, ele estava a caminho do trabalho quanto o candidato bolsonarista fez a abordagem. Na delegacia, nada foi encontrado com o homem, além de seu próprio celular e material de trabalho.

O candidato do PT, José Ricardo Wendling, ironizou a coincidência da suposta ação criminosa ter sido flagrada por Alberto Neto.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

8 comentários

  1. Será interessante que alguém (realmente) isento entreviste o caôpitão, para vê-lo enterrar-se ainda mais nesta farsa. Os zumbis perceberão a fabricação?

  2. E não é o momento de meter um processo contra esse sujeito que armou isso? Não é possível que a reação dos democratas, progressistas e esquerdistas seja apenas o desmascaramento. É preciso abrir uma investigação sobre quem fez a denúncia de roubo, pegar no pé dessa pessoas, pois vem dela as dicas de quem pagou para fazer essa cena. Tem que mover mais do que apenas a retórica política.

  3. A união da índole apoiadora da ética do miNto com a de afiliado ao partido do bispo (Republicanos) dá uma ideia do que é o crescimento de candidaturas pentec policiais, para o país.

  4. Em Manaus, ocorreu um fato dos mais escabrosos de um desses jornalistas datenas, um tal Wallace Souza, encomendar assassinatos para servir-lhe de pauta. Não me surpreenderia se esse pulha candidato a prefeito, ex-militar (só pode ser; ativos ou não, essa gente não faz absolutamente nada, está armada a nossa custa e não tem absolutamente nada na cabeça além de fazer tramoias), forjasse esse tipo de acontecimento, que, infelizmente, lhe daria alguns votos dos incautos. “Cabeça vazia, oficina do diabo”, deveria ser o lema dos militares, para estimulá-los a fazer algo útil, proveitoso. Ou, então, pelo fim dessas corporações, que não se justificam atualmente.

  5. Está cada dia mais bizarro. Parece até que nenhuma lei existe mais. É de dar medo até de sair nas ruas. Que tempo escabroso esse que estamos vivendo, gente! Era bolsonarista se aproxima do terror que foi a ditadura militar no Brasil. Quase se igualando.

  6. Está simplesmente impossível de se viver nesse país! Uma ditadura fascista instalada tranquilamente no governo e na sociedade (porque não nos enganemos, quem está na presidência do país é somente um símbolo, uma representação bem fiel, da falência ética e intelectual da sociedade brasileira) e o povo vivendo em um estado de demência simplesmente incrível (preocupado com as últimas novidades do WhatsApp e do Facebook). Cada povo tem não o que merece, mas aquilo pelo que trabalha. O povo brasileiro infelizmente trabalha e se mata de trabalhar por pão e circo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome