Caso George Floyd: Policial é solto após pagar fiança milionária com dinheiro de financiamento coletivo

Ex-policial Thomas Lane saiu da prisão na noite desta quarta-feira. Família afirma que o agente fez "tudo o que pôde para salvar a vida de George Floyd"

Thomas Lane. | Foto: Hennepin County Sheriff's Office/Handout via Reuters

Jornal – Um dos policiais envolvidos no assassinato de George Floyd, homem negro asfixiado por um agente branco ajoelhado sobre o seu pescoço, foi solto após pagar fiança de US$ 750 mil dólares, cerca de R$ 3,7 milhões de reais. 

O ex-policial Thomas Lane saiu da prisão na noite desta quarta-feira, 10 de junho. Sua família arrecadou o dinheiro da fiança por meio de financiamento coletivo em site onde afirmam que Lane fez “tudo o que pôde para salvar a vida de George Floyd”. A página foi excluída logo depois Lane ser liberado.

Floyd foi morto asfixiado enquanto o policial Derek Chauvin ajoelhava em seu pescoço durante uma abordagem sobre a suspeita de crime de falsificação, em 25 de maio, na cidade americana de Minneapolis, em Minnesota.

Nas gravações do crime, que viralizaram nas redes sociais, Lane e outros dois policiais ajudaram e consentiram com a atitude de Chauvin de imobilizar o corpo de Floyd. 

No vídeo é possível ouvir Floyd clamando por ajuda enquanto Chauvin está ajoelhado em seu pescoço. “Por favor, eu não consigo respirar, por favor”, dizia a vítima. Algumas testemunhas presentes no local também disse “saia do pescoço dele”.

De acordo com informações de O Globo, a defesa de Lane alegou que o agente estava no quarto dia de serviço em patrulha e, como Chauvin era seu oficial de treinamento, ele deveria obedecê-lo. “O que meu cliente deveria fazer, além de seguir o que o oficial de treinamento disse?”, disse o advogado do ex-policial em uma audiência.

Lane e os outros dois agentes envolvidos no caso foram acusados de cumplicidade nas duas acusações de assassinato movidas contra Chauvin. A Justiça chegou determinar fiança máxima de US$ 1 milhão para os envolvidos na condição de cúmplices, mas baixou o valor da fiança para US$ 750 mil, na condição de que Lane não porte arma em liberdade.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Manchetes dos jornais dos EUA

3 comentários

  1. Este é o País que se diz guardião das liberdades no mundo, porém, só se for para dominar, massacrar, mentir e explorar!

    10

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome