Caso Witzel: Ministro manda investigar vazamento de informações da PF

Deputada Carla Zambelli antecipou a operação que ocorreu na terça (26) contra o governador do RJ, Wilson Witzel

Do Conjur

Ministro solicita apuração sobre suposto vazamento de operação contra Witzel

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça, solicitou ao Ministério Público Federal, uma apuração sobre o suposto vazamento de diligências de busca e apreensão realizadas no Rio de Janeiro contra o governador do estado, Wilson Witzel.

Segundo o ministro, caso seja confirmado o vazamento, será necessário responsabilizar penalmente o autor da conduta ilícita, como forma de não prejudicar a integridade das instituições. A operação investiga superfaturamento na construção de hospitais de campanha no Rio.

Operação antecipada

A possibilidade de vazamento foi levantada porque, na véspera da operação, a deputada Carla Zambelli declarou seu conhecimento de que havia investigações, e ainda indicou que esse era só o começo — sem explicar como ou por que teria acesso a essa informação.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, Zambelli disse: “A gente já teve algumas operações da Polícia Federal que estavam ali, na agulha, para sair, mas não saíam. E a gente deve ter, nos próximos meses, o que a gente vai chamar, talvez, de ‘Covidão’, não sei qual vai ser o nome que eles vão dar… mas já tem alguns governadores sendo investigados pela Polícia Federal.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  18 agentes ainda fazem a segurança de Sergio Moro, diz Carla Zambelli

1 comentário

  1. Se você soubesse de um vazamento ilegal, você ficaria quieto, você daria uma de Asna Carla Zambelli ou você divulgaria o vazamento ilegal?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome