Cinco Incontestes Bombardeios da NATO Contra Civis da Líbia.

 

Franklin Lamb LLM, PhD.

Activist Post

Brevemente descritos a seguir estão cinco casos recentes de indiscutíveis bombardeios da NATO contra civis líbios, foram selecionados porque ainda permanecem como os mais discutidos entre os moradores de Trípoli
.

Em 13 de Maio de 2011, uma delegação de paz de líderes religiosos muçulmanos tendo chegado a Breda para dialogar com seus colegas Sheiks do leste da Líbia foi bombardeada à 01h00minh da madrugada em sua hospedagem por duas bombas MK 82. Onze morreram instantaneamente e 14 ficaram gravemente feridos. A OTAN afirmou que o prédio abrigava um “Centro de Comando e Controle.” Todas as testemunhas e o proprietário do hotel negaram veementemente essa afirmação. Este observador entrevistou o líder da delegação, Shiek Khalad Ali em três ocasiões, buscando mais detalhes. Ele está se recuperando de ferimentos causados ​​por estilhaços na perna direita e confirmou os relatos como testemunha ocular. A OTAN tem oferecido compensação às famílias. 

Durante a madrugada de 20 de Junho de 2011, oito mísseis e bombas atingiram a casa de Khaled Al-Hamedi, seus pais e familiares. Quinze pessoas foram mortas, incluindo sua esposa grávida, sua irmã e três de seus filhos. A OTAN disse que bombardeou a casa porque era algum tipo qualquer de instalação militar. Testemunhas, vizinhos e observadores independentes negaram que alguma vez houve qualquer instalação militar na propriedade. 

No final de Junho de 2011, na estrada principal a oeste de Trípoli um ônibus público com 12 passageiros foi atingido por um míssil TOW matando todos os passageiros. A OTAN afirmou que os ônibus públicos estão sendo usados ​​para transporte de pessoal militar. Observadores estrangeiros, incluindo eu, por unanimidade damos fé que eles não tinham visto nenhum pessoal militar em Trípoli, incluindo tanques, APC(Armored Personnel Carrier ), ou mesmo equipamento militar. A polícia local garante a segurança nas cidades e as equipes de vigilância de bairro cobrem os subúrbios.

Em 6 de Junho de 2011, às 02h30min da madrugada o complexo administrativo central do Alto Comitê para a Infância no centro de Trípoli, a dois quarteirões do hotel onde este observador se hospedava, foi bombardeada com um total de 12 bombas e foguetes. O complexo abrigava o Centro Nacional da Síndrome de Down, incluindo o seu escritório de registros, a Fundação das Mulheres Invalidas, o Centro da Criança Invalida e o Centro Nacional de Pesquisa do Diabético.

Em 16 de Junho, 2011 à 05:00 da manhã a OTAM bombardeou um hotel privado, no centro de Trípoli, matando três e destruindo um restaurante e o bar de fumar Shisha.

Segundo os médicos do Hospital Central de Sirte, e o Grupo de Advogados da Líbia representando as vítimas contra as atrocidades da NATO, informaram durante um relato em 8/7/11, que tem acontecido numerosos problemas de saúde como consequência dos ataques da OTAN.

Entre essas doenças estão o aumento de acidentes vasculares cerebrais na população em geral de 5 para 20 por mês, um aumento de 300 por cento em diabetes e pressão arterial elevada a partir de 15 de Fevereiro a 15 de Junho de 2011 em relação ao mesmo período em 2010.

Abortos na Líbia cresceram dramaticamente de acordo com o Prelado da Igreja Católica na Líbia, Giovanni Innocenzo Martinelli, um dos líderes religiosos mais populares num país que 99,5% é muçulmano sunita, que informou aos visitantes que em um único dia no Hospital Verde em Tripoli, seguindo os bombardeamentos da OTAN que ocorreram em Março de 2011, houve 50 abortos espontâneos e quarenta mortes. Estas estatísticas foram confirmadas durante uma reunião com este observador em 05/07/2011 pelo Dr. Mohamed Milhat, especialista cardíaco no Centro Britânico de Medicina da Líbia que descreveu o grande número de cidadãos que se queixam de doenças relacionadas ao estresse.

A história julgará severamente a OTAN por seus crimes. Esperamos que os cidadãos de todos os países membros da OTAN trabalhem para terminar essa missão, de modo a proteger a população civil da Líbia.


Franklin P. Lamb, LLM, PhD é o diretor do Americanos Preocupados pela Paz no Oriente Médio, Wash.DC-Beirute. Lamb está fazendo uma pesquisa na Líbia, como membro da Campanha dos Direitos Civis da Palestina-Líbano.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora