8 comentários

  1. *

     

    Formatura da primeira turma de haitianos do Brasil tem críticas a Bolsonaro

    (…)A solenidade aconteceu um dia após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) confirmar que o Brasil não será mais signatário do Pacto Global para Migração, da Organização das Nações Unidas (ONU). Escolhida para ser a paraninfa dos formandos, a doutora em Economia Política Internacional, Marina Machado Gouveia, ex-professora da Unila, ressaltou na cerimônia o momento de instabilidade que o país e a instituição enfrentam.

    “É um governo que ataca fortemente a educação em todos os níveis no Brasil. Que quer que a educação seja vinculada ao âmbito militar e religioso, e isso incide sobre a Unila fortemente, porque tem uma virada na política externa brasileira, com alinhamento total aos Estados Unidos. Por outro lado, uma virada também na educação brasileira, que deixa de enxergar a multiplicidade dos nossos povos e a necessidade de reivindicar essa multiplicidade como riqueza. Então, [a Unila] é um projeto que está fortemente ameaçado”, lamenta.(…)

     

    https://www.brasildefato.com.br/2019/01/11/formatura-da-primeira-turma-de-haitianos-do-brasil-tem-criticas-a-bolsonaro/

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome