Clipping do dia

As matérias para serem lidas e comentadas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Festival de Choro homenageia Luiz Gonzaga, em São Carlos

6 comentários

  1. “Elementar, meu caro Watson! O NASSIF é muito melhor do que eu!”

    O possível envolvimento da familícia Bolsonaro na morte de Marielle Franco

    O Jornalista Luis Nassif elaborou uma hipótese de trabalho com base em fatos conhecidos com relação ao possível envolvimento da familícia Bolsonaro na morte da vereadora Marielle Franco. Essa hipótese de trabalho é apresentada em vídeo, elaborado quando da viagem de Nassif ao Canadá: https://youtu.be/m_lhSRfUpw0

    Nesses dois últimos dias, dois fatos novos corroboram a formulação inicial da hipótese de trabalho em desenvolvimento:

    1) Bolsonaro viajou para o Rio no dia seguinte ao da morte de Marielle (https://jornalggn.com.br/noticia/bolsonaro-viajou-para-o-rio-no-dia-seguinte-ao-da-morte-de-marielle-por-luis-nassif/);

    2) Desapareceram postagens de Bolsonaro, do dia da morte de Marielle (https://jornalggn.com.br/noticia/desapareceram-postagens-de-bolsonaro-do-dia-da-morte-de-marielle-por-luis-nassif/)

    Quem assistiu ao vídeo postado pelo Nassif nota claramente que o cerco sobre Bolsonaro está se fechando.

    O grande problema é saber que Instituição brasileira com meia pataca de credibilidade pode ser acionada para investigar uma hipótese de trabalho tão consistente.

    a) O Ministério da Justiça ou a Polícia Federal do Sérgio Moro?
    b) A Procuradoria Geral da República do Augusto Aras?
    c) O Congresso Brasileiro através de uma CPI?
    d) Ou teremos que apelar para a Scotland Yard, a Polícia Metropolitana de Londres?

    Seja lá que Instituição for, a sociedade brasileira deve cobrar uma investigação exemplar em cima dos fatos já conhecidos, de preferência levando em consideração a consistência da hipótese de trabalho desenvolvida pelo Nassif. Não se trata apenas de uma “rachadinha”: existe a possibilidade concreta do Presidente da República está envolvido em um crime de ASSASSINATO.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome