Clipping do dia

As matérias para serem lidas e comentadas.

Leia também:  Clipping do dia

8 comentários

  1. Ministério da Agricultura quer fim da lista de animais aquáticos ameaçados de extinção

    O Ministério da Agricultura enviou uma nota técnica ao Ministério do Meio Ambiente pedindo a suspensão da lista com mais de 400 espécies de animais aquáticos ameaçados de extinção que proíbe a pesca dessas espécies; argumento é que a lista geraria prejuízos econômicos

    O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) enviou uma nota técnica ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) pedindo a suspensão de uma lista com mais de 400 espécies aquáticas ameaçadas de extinção. As informações são da Folha de S. Paulo.

    De acordo com o jornal, que teve acesso ao documento publicado no ano passado, a lista identifica em diferentes graus de risco (vulneráveis, em perigo e criticamente em perigo) e proíbe captura, transporte, armazenamento, guarda, manejo, beneficiamento e comercialização dos animais listados.

    O argumento do Ministério da Agricultura é que a lista teve “repercussão negativa” no setor pesqueiro e que traria prejuízos econômicos.

    “O Brasil deve se orientar pelos seus próprios critérios para definição e adoção das políticas públicas que afetarão a fauna e a todos os brasileiros e não por critérios de ONGs internacionais”, diz a nota técnica, assinada or Jorge Seif Júnior, secretário de aquicultura e pesca do ministério.

    Publicada desde 2014, a lista segue a metodologia da UICN (União Internacional para Conservação da Natureza), entidade internacional respeitada mundialmente composta por governos, agências governamentais e ONGs.

    O Ministério do Meio Ambiente ainda não se manifestou sobre o pedido.

  2. EM ÁUDIO, BOLSONARO INCENTIVA ATAQUES DE ALIADOS AO VICE MOURÃO => https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/390897/Em-áudio-Bolsonaro-incentiva-ataques-de-aliados-ao-vice-Mourão.htm

    O jornalista Lauro Jardim, colunista do Globo, obteve áudios em que o presidente Jair Bolsonaro incentiva aliados a atacar seu vice-presidente Hamilton Mourão. Num dos trechos, ele afirma “é isso aí” a um deles que vinha atacando Mourão nas redes sociais. Coincidência ou não, o vice-líder do governo, Marco Feliciano (PSC-SP), pediu o impeachment do vice, que tenta conter movimentos de Bolsonaro que contrariam interesses nacionais, como a submissão completa aos Estados Unidos e a Israel

    247 – O presidente Jair Bolsonaro está em guerra aberta com seu vice Hamilton Mourão e pretende derrubá-lo. É o que apontam áudios obtidos pelo jornalista Lauro Jardim, em que Bolsonaro incentiva aliados a atacar seu vice. Confira, abaixo, a nota de Lauro Jardim:

    Jair Bolsonaro traçou uma estratégia para fazer frente aos movimentos de Hamilton Mourão, sem criar mais ebulição num governo que parece navegar em permanente efervescência: trata-se, na prática, de terceirizar ataques.

    Bolsonaro tem estimulado alguns de seus líderes a descerem a borduna no vice.

    A coluna teve acesso a um áudio de WhatsApp em que Bolsonaro lança algumas de suas marcas registradas verbais (“valeu aí” e “é isso aí”) para agradecer e, mais grave, incentivar um aliado que lhe informara que vinha criticando Mourão nas redes sociais.

    Em outro diálogo, com uma frase, Bolsonaro prevê que a batalha doméstica contra o companheiro de caserna vai perdurar pelos próximos três anos anos. Mais: dá a entender que pensa mesmo em disputar a reeleição. “Em 2022, ele vai ter uma surpresinha”. Palavras de capitão.

  3. Guerra aberta: além de estimular aliados a bater em Mourão, Bolsonaro posta vídeo de Olavo xingando militares, por Kiko Nogueira => https://www.diariodocentrodomundo.com.br/guerra-aberta-alem-de-estimular-aliados-a-bater-em-mourao-bolsonaro-posta-video-de-olavo-xingando-militares/

    Deu na coluna de Lauro Jardim que Jair Bolsonaro está mandando aliados baterem em Hamilton Mourão.

    O jornalista conta que teve acesso a um áudio de WhatsApp em que Bolsonaro agradece e, “mais grave”, incentiva um cidadão que lhe contou que estava criticando o vice nas redes.

    O deputado pastor Feliciano, lembremos, resolveu ameaçar Bolsonaro com um pedido de impeachment baseado numa curtida de Twitter. É sério.

    Segue o Lauro:

    Em outro diálogo, com uma frase, Bolsonaro prevê que a batalha doméstica contra o companheiro de caserna vai perdurar pelos próximos três anos anos.

    Mais: dá a entender que pensa mesmo em disputar a reeleição. “Em 2022, ele vai ter uma surpresinha”.

    O vazamento para o Globo não foi por acaso e a falta de reação da tropa de choque — Carlos não deu chilique para gritar “fake news” batendo os pezinhos no chão — é sintomática.

    A guerra é aberta.

    No sábado, dia 20, o canal oficial de Bolsonaro na YouTube publicou um vídeo de Olavo de Carvalho (no pé do artigo).

    Conversando com alguém que não se identifica por trás da câmera, o guru agride as Forças Armadas depois de uma sessão de tiro ao alvo em sua casa na Virgínia, nos EUA.

    Chama o gafanhoto JB de “mártir”, acusa os militares de “criar o PT” e ameaça matriculá-los em seu curso online.

    Dá uma indireta a Mourão, referindo-se a alguém “de cabelo pintado e voz impostada”.

    “Quem salvou o Brasil dos comunistas foram as lideranças civis em 1964”, afirma.

    Mourão, da última vez em que foi questionado, mandou um beijo para o desafeto, mas o constrangimento é evidente.

    O governo se divide entre a ala psiquiátrica e a ala militar.

    Os olavistas, onde Jair resolveu se homiziar, são uma ameaça à democracia maior pela simples razão de que são, sobretudo, celerados com uma agenda mundial.

    O que era relativamente mantido debaixo dos panos está escancarado.

    Carlos postou o vídeo do tio esquisitão em suas redes.

    Mourão vai continuar fingindo que ele e o titular jogam no mesmo time até quando?

    Sua frase mais reveladora sobre essa lealdade meia bomba foi um ato falho diretamente de Washington.

    “Estou que nem um paraquedas com Bolsonaro: estou com ele e não abro”, afirmou.

    Agora é hora de deixar cair, como cantava o Simonal.

    Vídeo → https://youtu.be/wIO356xf1eo

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome