Clipping do dia

As matérias para serem lidas e comentadas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  GGN Covid: as dúvidas sobre a disparada de casos em São Paulo

11 comentários

  1. FOLHA
    Desmandos da Lava Jato atestam que modelo atual é falho e manipulado
    Novas transcrições de mensagens dão um salto temático no poço das intromissões americanas na soberania brasileira; por Janio de Freitas

  2. FOLHA
    Lava Jato de Curitiba tantas fez que está encurralada
    Pode-se fazer tudo pela operação, menos papel de bobo; por Elio Gaspari

  3. Dilma afirma que Lula não quer ser candidato e cita Haddad e Dino como alternativas

    https://www.conversaafiada.com.br/politica/dilma-afirma-que-lula-nao-quer-ser-candidato-e-cita-haddad-e-dino-como-alternativas

    Eu acredito que Lula está sendo sincero ao dizer que não quer ser candidato em 2022. Até mesmo porque os golpistas, com supremo e tudo, não deixarão, e são capazes de pô-lo na cadeia novamente. Lula já sofreu demais, minha gente, não insistam em mais essa loucura. Lula como cabo eleitoral poderá ser muito mais importante, embora como tal ele não esteja livre de mais um período de prisão.

    Os golpistas , Rede Globo mais uma vez à frente, sabem que a destruição do Brasil só será completa e irreversível se eles emplacarem em 2022 um gente do FBI como presidente do BRAZIL. E o nome desse agente é SÉRGIO MORO, que na minha opinião é mais perigoso e criminoso do que Bolsonaro, embora aparentemente menos agressivo e genocida (no momento).

    DOIS CABEÇAS DE CHAPAS NUMA ÚNICA CHAPA, SE REVERSANDO EM 2022 E 2026

    O problema é que a oposição tem dois nomes de peso para concorrer em 2022: Fernando Haddad e o grande Flávio Dino. E o PT, provavelmente não abrirá mão da candidatura do Haddad. Como resolver esta parada e juntar duas cabeças de chapa de peso numa única chapa? Através de um acordo de alternância de poder.

    Quem deve ser o candidato a Presidente em 2022? Deverá ser aquele que as pesquisas internas dos partidos que apoiam Dino e Haddad (ou Haddad e Dino) mostrarem ser o mais viável sob o ponte de vista de quantidade de votos.

    E em 2026? Aquele eleito como vice na chapa de 2022. Esse acordo de alternância de poder tem que ser respeitado à ferro e fogo sob pena do Brasil chegar em 2026 completamente dividido, ou o Nordeste apartado do restante do país. Portanto, o acordo deve ser anunciado aos quatro cantos do Brasil de maneira inequívoca, já durante a campanha de 2022, de preferência pelo próprio Lula.

    Uma sugestão inviável? Alice no país das maravilhas? Será?

  4. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome