CNMP deve aplicar punição e abrir novo processo contra Deltan na terça (26)

Primeiro julgamento é de ação movida por Renan Calheiros contra conduta inapropriada de Deltan Dallagnol nas redes sociais

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – É destaque no Painel da Folha desta segunda (25) que o procurador da República, Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, deve ser sancionado pelo Conselho Nacional do Ministério Público na terça (26).

O colegiado se reunirá para discutir um processo contra o procurador e, segundo a coluna, deve aproveitar para abrir aceitar uma nova reclamação disciplinar contra Deltan.

O julgamento será sobre ação movida pelo senador Renan Calheiros, que se considerou ofendido pela conduta de Deltan nas redes sociais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Nassif: tem algo de podre no ReinoDaDinamarca. Será que os VerdeSauvas vão dar seu GarotoPowerPaint de mão beijada pra aplacar a ira dos AvivadosVangélicos? A manobra seria bonita. Fica um tempinho no xilindró, mas a família ganha aqueles territórios “devolutos”, maior que o Estado do Rio de Janeiro. A tacada é das boas, se a caçapa estiver “cantada”. Dá um calaboca temporário nas esquerdas, enquanto aqueles movimentos escrotos (os mesmos, desde 2014), agora travestidos de “liberais”, partem pro LiberôGeral. Genial! Mas sobre esse “julgamento” tão falando que se foi liberado é porque já está decidido o GogoboyAvivado vai ser inocentado, de ponta à ponta, e, de lambuja, indicado prum cargo de grande destaque nesse Judiciário Federal do Sul. Possivelmente até presidente de uma entidade qualquer, dessas traçadas pela CorteDeSuplicaçãoDosPampas, com direitos a mais regalias que as de agora, e o poder de brincar com PowerPoint até enjoar. Até porque com o ministro da (in)Justiça que ora se vê (o que atuou como investigador, processador e julgador em processo de desafeto dos VerdeSauvas, quando era VerdugoPlenipotenciário do Judiciário sui genere sulista), quem duvida? A suspeita maior disso vem de que a autorização partiu diretinho do Çupremu. E lá, especialmente os do Delcídio, os caras não batem prego sem estopa…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome