Com manobra na Suíça, Vale sonega R$ 23 bilhões, diz Instituto

Segundo reportagem do portal UOL, um estudo revelou que transação comercial da Vale na Suíça fez a empresa deixar de pagar impostos nas exportações de minério de ferro entre 2009 e 2015

Jornal GGN – O UOL divulgou nesta segunda (1º) a informação de que a Vale está “na mira dos fiscais” da Receita Federal por ter deixado de pagar R$ 23 bilhões em impostos nas exportações de minério de ferro, entre 2009 e 2015.

A informação foi levantada a partir de um estudo do Instituto de Justiça Fiscal, o IJF, que levou dois anos para ser concluído.

A reportagem diz que a Vale teria lançado mão de uma “manobra fiscal” envolvendo a Suíça.

A manobra consiste na venda de carga, por um preço abaixo de mercado, para o escritório da própria Vale na Suíça, aberto em 2006, em Saint-Prex. O escritório da Suíla revende a mercadoria com o valor correto ao mercado asiático, com China e Japão entre os maiores consumidores.

Como declara um valor de venda menor, a Vale paga menos imposto. Com esse esquema, a empresa teria economizado 6,2 bilhões de dólares, ou 23 bilhões de reais, de acordo com IJF, apenas em Imposto de Renca e Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL).

“O valor sonegado pela empresa é duas vezes maior que o confiscado nas contas da Vale depois da tragédia com barragem em Brumadinho (MG)”, frisa o UOL.

Leia mais aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora