Contrariando Lava Jato, Bonat envia caso Delcídio para Justiça Eleitoral

A força-tarefa coordenada por Deltan Dallagnol sustentou que a acusação "não narra a utilização de caixa dois eleitoral"

Jornal GGN – Numa decisão que contraria os interesses da força-tarefa da Lava Jato, o juiz Luiz Antonio Bonat enviou para a Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul uma ação contra o senador cassado Delcídio do Amaral e outros 9 investigados.

O processo é por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso da compra refinaria de Pasadena pela Petrobras.

A força-tarefa coordenada por Deltan Dallagnol sustentou que a acusação “não narra a utilização de caixa dois eleitoral, não tendo sido identificado o real emprego dos recursos ilícitos repassados” a Delcídio.

Bonat, por outro lado decidiu que a competência era da Justiça Eleitoral. “(…) é possível concluir pela existência de indícios, em tese, da prática do crime de falsidade ideológica (caixa 2 eleitoral) por parte de Delcídio do Amaral Gomez.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Schell

- 2020-01-10 22:48:06

Pena o stfoloide não ter coragem para julgar o desMoronado suspeito, nem o tal de cnmpf hombridade suficiente para defenestrar o dallanzóis do serviço público por diversos crimes. Tivessem, teríamos resolvido parte do problema (in)justiçado desses dois órgãos sem cérebro. Fazer o quê, não? País de merrecas é isto.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador