Coronavírus: Bolsonaro critica “pânico desenfreado”

Enquanto país contabiliza a perda de mais de 71 mil vidas, presidente usa redes sociais para criticar "desinformação" no combate à pandemia

Foto: Marcos Corrêa/PR

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo (12/07) que a “desinformação” e o “pânico desenfreado” marcaram o combate à pandemia da covid-19 no país, enquanto o país contabiliza mais de 71 mil vidas perdidas.

Em postagem realizada no Twitter, o presidente brasileiro diz que o pânico foi disseminado, “fazendo as pessoas acreditarem que só tinham um grave problema a enfrentar”. Bolsonaro tem insistido que o combate ao vírus deve ser feito em conjunto com o embate ao desemprego, enquanto critica as medidas de isolamento social adotadas por prefeitos e governadores para combater o avanço do vírus.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, os números da pandemia têm sido questionados sucessivamente: enquanto o consórcio de veículos de imprensa aponta 71.492 mortes por covid-19 e 1.840.812 casos confirmados da doença até às 20h do sábado,  os números divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que foram 71.469 mortes e 1.839.850 casos confirmados no total.

 

Leia Também
Coronavírus: Gilmar Mendes diz que Exército ‘está se associando a genocídio’
Câmara pode votar indenização aos profissionais de saúde afetados pela Covid-19
Coronavírus: Brasil não coloca testes em prática

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Instituto Butantan diz esperar "cooperação da Anvisa" para fase final da CoronaVac

4 comentários

  1. Sabe aqueles momentos em que a vontade que temos é de ficar bem de longe da situação e apenas rir dos críticos que , quando éramos o protagonistas, nos atiravam todas as pedras possiveis da maneira mais vil e covarde? Pois é , este é um destes momentos. Criaram o monstro e agora querem que as suas vítimas sejam crucificadas mais uma vez enquanto pedem perdão de joelhos. È muita pretensão desta elite globética dos quintos. O bolsonaro é filho de vocês, covardes. Agora o criem, já que não conseguem domá-lo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome