Coronavírus: quatro estados e o DF podem registrar avanço descontrolado

Levantamento do Ministério da Saúde diz que Brasil ainda não possui leitos e testes suficientes para enfrentar a fase mais aguda da epidemia

Jornal GGN – A transmissão do novo coronavírus pelo Brasil ainda está na chamada “fase inicial”, mas a alta incidência de casos em quatro estados e no Distrito Federal indica uma transição para a fase de “aceleração descontrolada” nesses locais.

A avaliação integra boletim sobre a doença elaborado pelo Ministério da Saúde e divulgado pelo jornal Folha de São Paulo.

Para elaborar tal análise, o documento aponta quatro fases para o andamento da epidemia: localizada, aceleração descontrolada, desaceleração e controle.

Na análise da pasta, o Distrito Federal e os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Amazonas já registram uma taxa de incidência fica acima da nacional, de 4,3 casos por 100 mil habitantes. No Distrito Federal, já é quase o triplo: 13,2 casos a cada 100 mil habitantes.

Diante disso, a pasta reforça a recomendação para que as medidas de distanciamento social sejam mantidas, uma vez que a rede de saúde ainda não está devidamente estruturada para atender a aceleração dos casos na fase mais aguda da epidemia.

Os últimos dados do Coronavirus Resource Center, da Johns Hopkins University, mostram que o Brasil registra 9.216 casos confirmados, com 365 mortes e 127 pessoas recuperadas. No mundo, o total de casos chega a 1,131 milhão.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Estudo da USP elabora método estatístico para identificar covid-19 entre casos suspeitos

2 comentários

  1. Bozo e sua comitiva, q foi para os EUA, contribuem muito para o índice elevado de Brasília, é só isolar o Palácio do Planalto com todos os auxiliares do Bozo dentro que o vírus ñ se alastrará tanto .

  2. O worldometer passou a divulgar o número total de testes e o número de testes por habitante. Essa á uma informação muito útil para quem quiser trabalhar os números (tipo correlação entre testes e infectados; entre testes e mortes, etc.).

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome