Corregedor considera “ilegal” mensagem da Vaza Jato e arquiva ação contra Deltan

Em conversa com Sergio Moro no Telegram, Deltan sugeriu usar verba da 13ª Vara de Curitiba para promover seu pacote de medidas contra a corrupção

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O corregedor Rinaldo Reis Lima, do Conselho Nacional do Ministério Público, decidiu que as mensagens de Telegram reveladas pelo Intercept Brasil são provas ilícitas e não servem para processar ou condenar o procurador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol.

Na mensagem que ensejou a representação, Deltan conversa com Moro sobre usar verba da 13a Vara para custear propaganda pelas “10 medidas contra a corrupção”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora