Covid-19: Laboratório brasileiro irá produzir Sputnik V apenas para exportação

Segundo representante da União Química, prioridade é o Brasil, mas é a Anvisa quem "dita o ritmo" para o uso nacional da vacina russa

Imagem: RDIF/Reuters

Jornal GGN – O laboratório brasileiro União Química iniciará a produção nacional da vacina russa contra a Covid-19, a Sputnik V, no próximo dia 15. A fabricação, no entanto, será apenas para exportação.

A declaração foi dada nesta segunda-feira, 11, pelo diretor de negócios internacionais da organização, Rogério Rosso, durante entrevista à CNN Brasil.

Segundo o representante,  o uso nacional da Sputnik V depende de um aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que ainda não recebeu nenhum pedido relacionado. Rosso afirmou que a prioridade da União Química é o Brasil, mas é a reguladora quem “dita o ritmo” do processo de uso emergencial.

A companhia também afirmou que solicitou à Anvisa uma validação da fase 3 dos testes clínicos da Sputnik V, mas até o momento não obteve retorno para formalizar o pedido de autorização.

Por isso, devem receber o imunizante russo produzido no Brasil países vizinhos como a Argentina e Bolívia, que já autorizaram o uso emergencial da vacina.

De acordo com os russos, a vacina apresentou 91,4% de eficácia contra a Covid-19 na última etapa de testes, mas os dados ainda não foram revisados por outras agências.

No Brasil, os estados do Paraná e da Bahia firmaram acordos unilaterais com o Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF) para aquisição do imunizante, que também consta no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19, como uma possível opção de compra pelo governo brasileiro.

Com informações do Globo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Justiça nega pedido de adiamento do Enem

1 comentário

  1. Rogério Rosso , o presidente da comissão (farsa) do impeachment de Dilma Rousseff na Câmara Federal. Anotei o nome e prometi nunca compra produtos dessa tal de União Química.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome