Covid-19: Vacina russa Sputnik V tem eficácia de 91%

Contra casos graves de coronavírus, a eficácia aferida foi de 100%, declararam nesta segunda-feira (14) os desenvolvedores do medicamento

Jornal GGN – A Rússia anunciou nesta segunda (14) que a sua vacina, a Sputnik 5, mostrou eficácia de 91,4% na última fase de testes clínicos. No Brasil, os estados do Paraná e da Bahia firmaram convênio para adquirir vacina, que depende de aprovação da Anvisa.

Segundo os desenvolvedores, quando analisados os dados de casos graves de covid-19, a eficácia da vacina russa é de 100%. No grupo que tomou o placebo, 20 voluntários tiveram sintomas graves da doença. No grupo vacina, nenhuma ocorrência foi registrada.

Com base nos dados divulgados hoje, o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya vai preparar o relatório que embasará para pedido de registro em vários países.

Segundo informações do site Sputnik Brasil, “o que torna a vacina russa única é o uso de dois componentes diferentes baseados no adenovírus humano em duas injeções diferentes para introdução no corpo humano de material genético da membrana externa de coronavírus.”

Na semana passada, a AstraZeneca, que vem recebendo questionamentos sobre a metodologia de testagem e do desempenho da vacina de Oxford, aceitou estudar combinações de sua vacina com a Sputnik V.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora