Custos X Defesa

    Muito foi falado no blog, a respeito do contrato formalizado pela Embraer junto ao MinDef, refrente a modernização dos 11 caças F-5E/F, adquiridos em 2009 da Real Força Aerea da Jordania, e curioso fui procurar o contrato, achei.

     “Em 24/12/2010 o DOU publicou o extrato de dispensa de licitação numeros 4/2010 e 5/2010 referentes a modernização da frota de caças Embraer A-1 A/B e F-5E/F. Pelo extrato 4, serão revitalizadas 43 aeronaves A-1, sendo 33 A-1A e 10 A-1B, pela Embraer Aviation International, ao valor de 55.372.860,54 de Euros, aproximadamente 1,29 milhões de Euros por aeronave. A mesma Embraer realizará a revitalização dos 11 jordanianos, 3 F e 8 E , ao custo de US$ 107.519.244,09, que perfaz um custo por célula (11) de US$ 9,77 milhões”

      Observação minha: estes vetores terão sua vida util estendida por no máximo 10 anos após a entrega, com transferencia de tecnologia tendendo a ZERO, e um F18 custa hoje US$ 20.000.000,00, ou um Gripen NG que custa US$ 18.000.000,00 (preços médios pagos pelos operadores australianos, americanos e no caso do Gripen é estimado), o Rafale (o caro) custa em torno de 25.000.000,oo Euros, mas todos estes tres vetores possuem um espaço de utilização de até 30 anos. Será que estamos jogando dinheiro fora? Ou os Emirados Arabes Unidos estão oferecendo os Mirage 2000-9 a preço de ocasião, e lembre-mos que o Pres. Lula e o MinDef Jobim adquiriram 12 Mirage 2000 C – usados – por US$ 214.000.000,00, para durarem nem 10 anos.  

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  GGN Covid Brasil: na análise regional, todos os estados do sul e do centro-oeste em alta

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome