Cyber guerra (hackers em ação real)

     Na balada dos ataques virtuais ao nosso governo,este artigo dá uma idéia real de como é necessária uma abrangente estrutura de cyber defesa, e de que como, mesmo os mais preparados governos e entidades podem ser “atacados”, e complementa meu post sobre a 5a dimensão da defesa – a virtual.

      UAVs americanos são alvos de hackers iraquianos,

      Em 2010 noticia do Wall Street Journal afirma que rebeldes xiitas iraquianos estariam usando softwares para roubar imagens e informações enviadas automaticamente por UAVs americanos em operação no Iraque. Os dados transmitidos pelas aeronaves não-tripuladas foram capturados por sotwares do tipo Skysoftware, desenvolvido para interceptar musicas,videos,fotos e outros arquivos disponibilizados pela web, e o Skygrabber, que intercepta downloads feitos via satélite. São softs” de baixo custo, idealizados para capturar e trocar conteudos legais que circulam na web, e na mão de hackers, ganharam outra finalidade.

      O problema foi descoberto em 2008, quando militares americanos apreenderam um lap top de um militante xiita e descobriram no HD varios videos feitos por aeronaves não tripuladas americanas. Os rebeldes não podem evitar os ataques ou o monitoramento feito pelos Reapers ou Predators, mas conseguem ver os interesses e os objetivos pretendidos pelos americanos, permitindo a evasão ou a modificação de suas táticas de contra resposta.

      O medo futuro (em 2011), é que alem do acesso as imagens, os hackers possam vir a intervir na operação dos UAVs ou mesmo dos UCAVs (armados), pois um simples delay na operação, impedindo ou retardando a transmissão ao vivo, poderia atrasar ou adiantar um ataque, ou em uma ultima analise, derrubar ou desorientar os misseis do UCAV.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome