Lula teve o pior julgamento entre 154 casos similares no TRF-4


Foto: Divulgação
 
Jornal GGN – Um levantamento feito pela revista Época mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve um julgamento mais severo do que outros 154 casos similares pela segunda instância, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).
 
Ao que a própria revista indica, o objetivo inicial seria o de contestar as declarações da presidente nacional do partido, a senadora Gleisi Hoffmann, de que se tratava de uma injustiça a condenção de Lula pelo Tribunal e que o partido estava sofrendo perseguição política.
 
Então, os repórteres Daniela Simões e Rodrigo Capelo foram atrás e compilaram um total de 154, relativos a 288 réus diferentes, no período de 5 anos, entre 2013 e 2017. Se era esse ou não o objetivo inicial, a conclusão dos jornalistas foi de que Lula estava sim sendo tratado de maneira mais dura do que todos os demais processos na segunda instância neste cinco anos.
 
Para se ter como base justa de comparação, foram selecionados casos em que o relator era o desembargador João Pedro Gebran Neto, e cujas acusações eram também de lavagem de dinheiro e ocultação de bens. No TRF-4, os mais de 280 réus tentaram reverter a pena imposta na primeira instância, assim como Lula tentou.
 
“Lula enfrentou circunstâncias mais rígidas do que outros réus em três aspectos: celeridade do julgamento em segunda instância, unanimidade dos desembargadores e severidade da pena”, informou a publicação da revista Época.
 
No primeiro quesito, o julgamento contra o ex-presidente “foi o mais rápido entre todos os réus da Lava Jato” que chegaram ao Tribunal. Em média, os casos da Operação levam 18 meses para serem julgados, isso considerando, ainda, que a Lava Jato teve esse efeito de ‘prioridade’ na segunda instância.
 
Da mesma forma, o tempo de encarceramento determinado ao ex-presidente foi superior à média aplicada a todos os réus analisados. A pena de Lula na sentença foi aumentada de 9 anos e seis meses para 12 anos e um mês. Com isso, foram 2 anos e 8 meses a mais dado pelo TRF-4 em comparação à condenação já estipulada por Sérgio Moro, o juiz da primeira instância. Já os demais réus da Lava Jato tiveram, em média, um aumento de 2 anos e 1 mês.
 
Ainda, “a unanimidade vista na apelação criminal do petista, por fim, não é comum no colegiado”. Isso porque, até agora, 68% das decisões que são definidas pelos desembargadores do Tribunal com diferenças de opiniões, ou seja, sem serem unânimes. A média calculada pela reportagem da Época mostra que somente 3 em cada 10 casos tiveram unanimidade, e o de Lula foi um destes poucos.
 

9 comentários

  1. Fica bem claro que era

    Fica bem claro que era URGENTE afastar o Lula da eleição de 2018.

    Fica comprovado que o judiciário é parte do golpe de 2016.

    Não sei dos outros casos mas o caso do Lula nem deveria ter sido aceito pelo judiciario devido a absoluta falta de provas dos crime de que é acusado.

    Judiciário bandido e canalha.  Queria era aumento de salário que o Pt não dava.

    Trocaram o auxilio moradia por um aumento de 16,38%, coisa que nenhum trabalhador teve.

    Aumentaram seus gastos compessoal em 297% nos úçtimo anos.

    Comentei aqui que dentro de 6 meses estariam pedidno o auxilio moradia de volta.

    Errei. Não demorou nem UM Mês.

    Sugiro que os gasto do judiciário seja atrelado ao PIB. 0,6% do PIB de dois anos atrás. E que se virem com isso.

    Assim, além de limitar o gasto desta casta, teremos como efeito colateral a possibilidade de que que pensem bem antes de destruir as empresas nacionais.

  2. periculosidade

    Está serto! o TRF4!

    Afinal o perigoso meliante Lula sumiu com as provas! Profissional do crime que é ocultou tão bem o produto do roubo de trilhões de dólares que ninguém nenhum japoneis da policia federal foi capaz de encontrar. Bandido ladino de altíssima periculosidade, merece a prisão perpétua. O juiz teve até que mandar vender um tripec de terceiros para diminuir o prejuizo. E os pedalinho então? vergonha! Isso sem contar o sítio, maior que a Europa!

    Ademais nossa bandeira jamais será vermelha. Se você, petralha, pensa difererente vá para a Venezuela. Chega de dar bolsa família para presidiário e vagabundo. Tá com fome? Vá pescar.

    • Faltou o só. O slogan certo, depois da eleição, passou a ser: nossa bandeira jamais será só vermelha!  Pelo que se tem visto, tende a ser branca, com listas vermelhas e um retângulo azul no lado esquerdo superior, cheio de estrelinas brancas, uma das quais, para orgulho dos nanocéfalos brasileiros, será a nossa…

  3. Dizem que maldito é o país

    Dizem que maldito é o país que precisa de heróis. Mas o que dizer de um país que precisa de bandidos (de toga ou não) pra transformar em bandido o único herói de verdade existente na nação?

  4. Contagem Regressiva 01

    FALTAM APENAS 28 (vinte e oito) DIAS PRA SE INSTALAR A DESGRAÇA NACIONAL!

    Nassif: o artigo fala do que tudo mundo sabe. Mas o réu queria o que? Vejamos. Trata-se de um Operário, coisa que tanto o Judiciário como as Elites do sul e sudeste têm horror. Depois, é de ascendência pobre, outro crime perante ambos grupos. E, finalmente, Nordestino, coisa intolerável (especialmente para paulistas e sulistas). Deu no que deu. Aliás, foi até sereno. Tinha um general conspirador que por ele deveriam passar o serol no SapoBarbudo, sonho antigo dos verdeolivas.

    Mais isto é fichinha. O pior está por vir. Entramos em contagem regressiva. Daqui há 28 dia se instalará o primeiro dia para a desgraça nacional do resto de nossas vidas.

    Vamos reviver a tragédia de 16 de novembro de 1889. Agora, com modernos requintes de crueldade. Tanto que as Forças Aramadas nos tratarão como se fossemos da Africa ou do Haiti. Já até combinaram os detalhes com os donos do quintal.

  5. O pior do julgamento não é a estatística….

    O pior do julgamento não é a estatística, pois esta estatística dá a impressão que os juizes foram apenas mais rígidos, mas não é este o caso. A questão central é que a condenação pela segunda instância , ocorre diante de um auto de condenação onde o juiz de primeira instância confessa no auto que não tem provas nem evidências mas sim convicção.

    Quando alguém seria condenado por visitar um imóvel, para possível compra. Quando alguém pode ser condenado por um apartamento que não lhe pertence, e que documentos legais e de fé ṕública declaram de forma definitiva que o apartamento é de propriedade da construtora. Quando juízes  aumentariam a sentença negando provas em contrário. E quando juizes , depois de se ver as fotos do tal triplex, e da tal cozinha kitchens ( que tambem será usada no caso do sitio de Atibaia) poderia conceber toda a narrativa criada.

    Quando juizes de segunda instância não veriam as incongruências de uma Operação, que ao se deparar com a Mossack Fonseca no mesmo prédio, preferiu soltar quem prendeu e se calar definitivamente  sobre o assunto. Quando que juizes se negam a ouvir uma testemunha que trouxe muitas evidências  ( Tacla Duran).

    Portanto pensar na injustiça apenas como uma comparação entre casos julgados, é rídiculo, e apenas mais uma das formas onde jornalistas mal intencionados brigam para manter a narrativa que eles mesmos criaram.

    A imprensa fez parte do pelotão de linchamento de Lula e seus membros jamais vão perdoar Lula por isto. Eles querem Lula morto ou destruído moralmente, pois só assim justificarão seus crimes.

  6. Horda em progesso
    Os ditos e as ditas “valentes” do judiciário, da política, da polícia e da grande mídia demonstram cada vez mais, em suas covardes e abusivas decisões, o grande cagaço que Lula mete diariamente na consciência de cada um deles e delas. A inferioridade de todos e todas, diante de Lula, não consegue ser escondida e muito menos disfarçada, porque está estampada nas falas, nos rostos, nas atitudes e nas indecentes explicações e justificativas sobre os suas injustas, parciais, seletivas e ridículas decisões judiciais. Incorporaram a farsa, escolheram um lado e corromperam a lei, ou seja, lavaram as mãos para honra, para moral, para ética e para a dignidade.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome